sicnot

Perfil

País

Hotéis para animais com lotação quase esgotada

​A lotação dos hotéis para animais de companhia tem vindo a registar um aumento e os preços têm se mantido idênticos desde os piores anos da crise económica em Portugal, segundo vários estabelecimentos contactados pela agência Lusa.

Numa época em que os donos estão de férias, os hotéis para cães e gatos estão nesta altura do ano praticamente cheios.

Por exemplo, em Coimbra, o hotel Holidaypet tem "tudo ocupado nesta primeira quinzena de agosto e tem sido sempre assim porque com 12 anos de casa já têm clientes fidelizados", explicou o proprietário Emanuel Santiago à agência Lusa, acrescentando que "também costumam estar lotados no Natal e Páscoa".

A proprietária Maria Irene Reis do Hotel para Gatos no Porto, tem também até ao final de agosto, "uma taxa de ocupação de 100%, idêntica há do ano passado".

Em Monchique, no Algarve, um hotel com o mesmo nome não está tão cheio "como quando começou em 2000" e eram os únicos a hospedar animais na região, informou o proprietário Francisco à agência Lusa.

Um negócio recente de nome A Casota Dos Bichos, situado em Odivelas, distrito de Lisboa, e em funcionamento apenas há dois anos afirmou ter, de momento, uma lotação quase total, registando um aumento face ao ano anterior, de acordo com a proprietária Ana Paiva Barata.

Uma das situações com que estes hotéis se deparam é o abandono dos animais, acabando por ter de os acolher até ao momento de uma nova adoção, que pode não acontecer.

No hotel Holidaypet aconteceu "uma vez nos últimos seis anos", quando abandonaram um cão, que os proprietários Emanuel e Sandra Santiago acabaram por adotar. Já o proprietário Francisco do Hotel para Gatos, disse que só aconteceu uma vez, "com um casal de ingleses" que deixou um gato, o qual, acabaram também por adotar.

Mesmo com o abandono de animais a diminuir tem-se registado um aumento das medidas de segurança, sendo o Hotel para Gatos no Porto um exemplo desse registo.

"Há sete anos tínhamos vários casos de abandono, sensivelmente 20%. Mesmo pedindo a identificação, contactos e comprovativo de morada dos donos, descobríamos, tarde demais, que os dados fornecidos eram falsos e que os gatinhos tinham sido abandonados. Como não temos número de noites mínimo, era fácil pagar uma ou duas noites e saber que o gato não ficava na rua", segundo a proprietária Maria Irene Reis.

Para combater a situação, a proprietária impôs a exigência no check-in de "uma caução de 100 euros que é devolvida no check-out. Esta medida anti abandono foi eficaz e resultou numa diminuição significativa deste problema".

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twitter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.