sicnot

Perfil

País

PJ investiga origem do fogo que consumiu 422 carros no Andanças

PJ investiga origem do fogo que consumiu 422 carros no Andanças

A Polícia Judiciária está a investigar as causas do incêndio que ontem destruiu 422 carros num parque de estacionamento do festival Andanças, em Castelo de Vide. As causas do incêndio serão determinantes para apurar a responsabilidade dos prejuízos.

  • Quem paga os prejuízos aos proprietários dos carros ardidos no Andanças?
    1:43

    País

    O incêndio no festival Andanças destruiu 422 carros. A indemnização dos proprietários das viaturas ardidas depende agora do tipo de seguro que cada um tiver. A organização do festival já acionou o seguro que fez do evento e um perito está em Castelo de Vide a acompanhar os trabalhos de investigação da equipa da Polícia Judiciária.

  • Fogo no Andanças apanhou centenas de pessoas desprevenidas
    2:09

    País

    O incêndio que consumiu mais de 420 carros no festival Andanças apanhou centenas de pessoas desprevenidas. Nada faria supor que num evento desta natureza, onde muitos ocupam parte das férias, pudesse acontecer um acidente desta dimensão. Recordamos como tudo aconteceu.

  • As seguradoras não avançarão antes da investigação ao incêndio no Andanças
    0:40

    País

    Depois do incêndio que deflagrou num dos parques de estacionamento e que destruiu 422 viaturas e danificou parcialmente outras nove no festival Andanças, o Ministério Público e as autoridades policiais estão a investigar as causas deste sinistro. O advogado Nuno Sapateiro acredita que "se ficar esta nuvem no ar de que poderá haver um crime, isto pode bloquear o desenvolvimento do processo na perpectiva das seguradoras".

  • Festival Andanças acorda "tranquilo"

    País

    O festival Andanças, em Castelo de Vide, acordou hoje "tranquilo", com os festivaleiros a fazer a vida "normal". A Polícia Judiciária está no parque de estacionamento onde ontem arderam 422 viaturas.

  • Organização do Andanças garante ter seguro
    1:58

    País

    Mais de 400 carros ficaram totalmente destruídos ontem num parque de estacionamento do festival Andanças, em Castelo de Vide. É o balanço da Protecção Civil, que revela ainda que outras nove viaturas ficaram parcialmente danificadas. A organização do festival garantiu ter seguro, no entanto o mesmo só será acionado caso haja responsabilidades a imputar ao Andanças.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".