sicnot

Perfil

País

Fogo em Gondomar aproxima-se de várias casas

SIC

O incêndio que começou na tarde de sexta-feira na freguesia de Melres e Medas, concelho de Gondomar, distrito do Porto, tem duas frentes ativas "bastante longas" e está a aproximar-se de duas povoações, revelaram os Bombeiros Voluntários de Melres.

O presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, adiantou à Lusa que o incêndio está a aproximar-se das povoações de Vilarinho e de Moreira, na freguesia de Melres e Medas e que a "prioridade é defender as habitações".

O autarca, que tutela a Proteção Civil, disse estar "à espera de um reforço de meios" para combater as chamas e acrescentou que "desde as 09:00 que foram pedidos meios aéreos", sem sucesso.

"Há um reforço de meios terrestres a caminho", acrescentou Marco Martins, indicando que "foram pedidos meios aéreos, mas parece que não há".

De acordo com o autarca, não existem, neste momento, casas evacuadas.

Fonte dos Bombeiros Voluntários de Melres disse à Lusa, por volta das 09:30 de hoje, que o fogo que começou na tarde de sexta-feira na freguesia de Melres e Medas, estava "perto de casas" no lugar de Costeirinha.

As chamas em "povoamento misto" avançaram entretanto para "duas frentes ativas", indicava, pelas 11:30, a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com aquela entidade, estão a combater o fogo 87 homens, 29 viaturas e um meio aéreo.

Este é um dos três incêndios que a ANPC destaca como "ocorrência importante".

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.