sicnot

Perfil

País

Atividade sísmica ligeiramente acima do normal em São Miguel, Açores

CIVISA

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) informou hoje que a atividade sísmica na parte central da ilha de São Miguel, Açores, está ligeiramente acima do normal, tendo sido registados 87 eventos não sentidos pela população.

Um comunicado na página do CIVISA na Internet refere que desde as 00:15 do dia 05 de agosto (mais uma hora em Lisboa) "tem vindo a ser registada atividade sísmica com características de baixa frequência, o que pode indicar a presença de fluidos magmáticos/hidrotermais na sua origem".

O CIVISA adianta que os 87 eventos "não permitem uma localização epicentral rigorosa, estando associados à zona sismogénica correspondente à região central da ilha de São Miguel, abrangendo os sistemas vulcânicos do Fogo e Congro".

À agência Lusa, a presidente do CIVISA, Teresa Ferreira, afirmou que estes são "eventos com características distintas dos designados sismos tectónicos" e, dada a sua tipologia, "não permitem que se possa obter uma localização precisa".

Teresa Ferreira adiantou que estes eventos "estão a ser registados, principalmente, pelas estações sísmicas existentes no centro da ilha", referindo que após a emissão do comunicado, esta manhã, continua a haver "alguma sismicidade na região, de baixa magnitude".

A responsável frisou, contudo, não haver indicação, até ao momento, de que fossem sentidos pela população.

O CIVISA emitiu ainda um outro comunicado de atualização da atividade sísmica a oeste da ilha do Faial.

Segundo o CIVISA, desde as 23:19 do dia 29 de julho tem sido registada atividade sísmica numa região epicentral localizada no mar, entre 20 a 30 quilómetros a oeste da ilha do Faial, com um total de 58 eventos.

Os sismos registados são todos de baixa magnitude, tendo o mais forte ocorrido às 23:19 do dia 29 de julho com magnitude 3.0 na escala de Richter, esclarece o CIVISA, dando conta de que não foram sentidos pela população.

Teresa Ferreira explicou que "ambas as zonas onde estão a ser registados estes incrementos são bastante ativas do ponto de vista sísmico", acrescentando que o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores continua a acompanhar o evoluir da situação.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.