sicnot

Perfil

País

Atividade sísmica ligeiramente acima do normal em São Miguel, Açores

CIVISA

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) informou hoje que a atividade sísmica na parte central da ilha de São Miguel, Açores, está ligeiramente acima do normal, tendo sido registados 87 eventos não sentidos pela população.

Um comunicado na página do CIVISA na Internet refere que desde as 00:15 do dia 05 de agosto (mais uma hora em Lisboa) "tem vindo a ser registada atividade sísmica com características de baixa frequência, o que pode indicar a presença de fluidos magmáticos/hidrotermais na sua origem".

O CIVISA adianta que os 87 eventos "não permitem uma localização epicentral rigorosa, estando associados à zona sismogénica correspondente à região central da ilha de São Miguel, abrangendo os sistemas vulcânicos do Fogo e Congro".

À agência Lusa, a presidente do CIVISA, Teresa Ferreira, afirmou que estes são "eventos com características distintas dos designados sismos tectónicos" e, dada a sua tipologia, "não permitem que se possa obter uma localização precisa".

Teresa Ferreira adiantou que estes eventos "estão a ser registados, principalmente, pelas estações sísmicas existentes no centro da ilha", referindo que após a emissão do comunicado, esta manhã, continua a haver "alguma sismicidade na região, de baixa magnitude".

A responsável frisou, contudo, não haver indicação, até ao momento, de que fossem sentidos pela população.

O CIVISA emitiu ainda um outro comunicado de atualização da atividade sísmica a oeste da ilha do Faial.

Segundo o CIVISA, desde as 23:19 do dia 29 de julho tem sido registada atividade sísmica numa região epicentral localizada no mar, entre 20 a 30 quilómetros a oeste da ilha do Faial, com um total de 58 eventos.

Os sismos registados são todos de baixa magnitude, tendo o mais forte ocorrido às 23:19 do dia 29 de julho com magnitude 3.0 na escala de Richter, esclarece o CIVISA, dando conta de que não foram sentidos pela população.

Teresa Ferreira explicou que "ambas as zonas onde estão a ser registados estes incrementos são bastante ativas do ponto de vista sísmico", acrescentando que o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores continua a acompanhar o evoluir da situação.

Lusa

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27