sicnot

Perfil

País

Combate às chamas em Barcelos "evolui muito favoravelmente"

O combate ao incêndio florestal que deflagrou pelas 14:58 de domingo em Tamel Santa Leocádia, Barcelos, e se propagou a outras freguesias "está a evoluir muito favoravelmente", informou o 2.º comandante operacional distrital de Braga.

Vítor Azevedo disse à Lusa que, pelas 21:30 de hoje, havia apenas "duas pequenas frentes activas", nas freguesias de Perelhal e Palme.

"O combate está a evoluir muito favoravelmente e as perspectivas são muito animadoras", acrescentou.

O incêndio já se estendeu a várias outras freguesias, não só do concelho de Barcelos, como Aldreu, Feitos e Vila Cova, mas também de Esposende, como Vila Chã.

Segundo Vítor Azevedo, a população, as juntas de freguesia e a câmara "têm sido inexcedíveis" na ajuda aos bombeiros, disponibilizando meios próprios, como tratores e cisternas.

O vento forte, com constantes oscilações de direção, foi umas das principais dificuldades encontradas pelos bombeiros no combate às chamas.

Além disso, Vítor Azevedo destacou a "grande carga combustível" da floresta em questão e o seu "completo abandono", com uma "total inexistência de limpeza", mas garantiu que "não há casas em risco".

Durante o dia, várias estradas camarárias estiveram cortadas por causa das chamas, assim como a estrada nacional que liga Barcelos a Viana do Castelo.

A Câmara de Barcelos já admitiu que poderá acionar o Plano Municipal de Emergência, uma decisão que será tomada na terça-feira, em reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil.

Segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, no combate ao incêndio estão envolvidos 232 operacionais, apoiados por 79 meios terrestres.

Lusa