sicnot

Perfil

País

Decretado estado de emergência em Arcos de Valdevez

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

Foi decretado o estado de emergência municipal no concelho de Arcos de Valdevez, onde moradores de Vilar de Suente foram retirados devido à proximidade do fogo.

Atualizado às 22:00

O Presidente da Câmara de Arcos de Valdevez adiantou que o hotel do Mezio, no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), "já foi evacuado" e que os residentes de 50 habitações do lugar de Vilar de Suente, no Soajo, "foram abrigados dentro de uma capela da aldeia, até o fogo passar, para serem retirados para uma zona segura".

"É, sobretudo, população idosa. Por causa do fogo e do fumo, decidimos retirar as pessoas e colocá-las em segurança", afirmou o responsável, que referiu " há vários incêndios preocupantes no concelho" e que há "um bombeiro ferido no fogo da Gavieira", no PNPG.

O incêndio no lugar de Selim, na freguesia de Couto, e "a propagação para Cabana Maior são as situações que mais preocupam".

O concelho de Arcos de Valdevez localiza-se no distrito de Viana do Castelo.

Com Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.