sicnot

Perfil

País

MP pede condenação dos quatro argelinos que invadiram aeroporto de Lisboa

© Rafael Marchante / Reuters

O Ministério Público (MP) pediu hoje a condenação dos quatro argelinos que invadiram o aeroporto de Lisboa a 30 de julho, não se opondo "a que cumpram pena suspensa face à situação dos arguidos e os relatos que fizeram em tribunal".

Para a procuradora da República junto do quarto juízo do tribunal de pequena instância criminal de Lisboa, os quatro cidadãos atuaram contudo com dolo, já que sabiam que colocavam em risco a vida dos passageiros dos aviões que ficaram por descolar ou que se encontravam na pista.

Os quatro cidadãos argelinos estão a ser julgados em julgamento sumário e estão acusados dos crimes de introdução em local vedado ao público, atentado a segurança contra transporte por ar, estando um deles também acusado de violação de medida de interdição, por se encontrar impedido de entrar em Espanha, o que, face à lei portuguesa, o impede de entrar em qualquer país do espaço Schengen.

Para as advogadas de defesa dos quatros argelinos não houve violação de introdução de espaço vedado ao público, uma vez que não houve queixa da entidade que consideram, ter legitimidade para a apresentar, a entidade gestora do aeroporto de Lisboa.

Nas alegações finais de hoje, as defensoras oficiosas dos quatro cidadãos entendem que "falta legitimidade ao Ministério Público" para deduzir acusação aos arguidos, uma vez que não reconhecem legitimidade ao supervisor do aeroporto que entendeu apresentar queixa destes cidadãos por terem invadido a pista de aterragem.

As defensoras dos quatro argelinos não têm dúvidas de que estes não atuaram com dolo, uma vez que a intenção de todos "era fugir de um país que não lhes dava condições e até perseguia alguns".

"Não tiveram consciência do risco que causavam para outros. Quanto muito terá havido negligência, mas não dolo", disse, em tribunal, Liliana Rute ferreira, que hoje representou dois dos quatro arguidos.

"Mesmo no que respeita ao crime mais grave, o de atentado a segurança de transporte por ar, constatamos que efetivamente não foi colocada em causa a vida de ninguém", frisou outra advogada.

É certo que o aeroporto parou 34 minutos, que houve aviões que foram desviados, mas isso não pôs em perigo a vida de ninguém, já que os arguidos agiram em "desespero, na tentativa de obter asilo em Portugal", acrescentou.

A sentença dos quatro argelinos está marcada para terça ferira às 14:00.

Lusa

  • Explosão próximo do aeroporto de Damasco

    Mundo

    A televisão do movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do regime sírio, noticiou hoje que a explosão ocorrida esta madrugada perto do aeroporto de Damasco "foi provavelmente" resultado de um ataque israelita contra depósitos de combustível.

    Em atualização

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Macron e Le Pen em troca de acusações
    2:16

    Eleições França 2017

    A campanha eleitoral para a segunda volta em França ficou esta quarta-feira marcada por uma troca de acusações entre os dois candidatos. De visita a uma fábrica em risco de encerramento, Le Pen prometeu que se for eleita salvará os 300 postos de trabalho. Emmanuel Macron acusou a candidata da extrema-direita de aproveitamento político.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • "Esta moda bizarra de não vacinar crianças tem tido estas consequências"
    1:43

    Surto de sarampo

    Há mais um caso de sarampo registado pela Direção-Geral da Saúde, no total já são 25. Francisco George garantiu que a situação não é preocupante para as crianças em idade escolar e recomendou uma discussão parlamentar sobre a vacinação. Mais de 11 mil pessoas já assinaram uma petição pública a defender a vacinação obrigatória. 

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.