sicnot

Perfil

País

Mais de 4.300 bombeiros no combate às chamas

Em atualização

Encostas da Serra da Freita carbonizadas pelo incêndio que ainda decorre no concelho de Arouca

OCTÁVIO PASSOS/LUSA

Há 190 incêndios ativos em todo o país que mobilizam mais de 4.300 operacionais.

Última atualização às 23:50

De acordo com a Proteção Civil estão no terreno também 1316 viaturas e 1 meio aéreo.

O centro e norte são as zonas com mais incêndios ativos, há nove situações consideradas graves: em Águeda e Arouca (Aveiro), Gouveia e Trancoco (Guarda), Vila Nova de Cerveira (Viana do Castelo), Barcelos (Braga), Nelas e Cinfães (Viseu), Silves (Faro).

NUNO ANDR\303\211 FERREIRA

O distrito do Porto é o mais afetado com 42 focos de incêndio. Já foi até acionado o plano de emergência para o distrito, pela primeira vez.

As temperaturas altas e o vento moderado nestas regiões dificultam ainda mais os trabalhos das autoridades.

Muitos destes incêndios já ameaçaram várias casas e povoações.

OCT\303\201VIO PASSOS

No concelho de Águeda, no distrito de Aveiro, encontram-se 306 elementos, 97 meios terrestres e dois aéreos a combater um incêndio florestal que deflagrou durante a madrugada desta segunda-feira.

Desde sábado ao final da tarde, lavra no concelho de Arouca, no distrito de Aveiro, um fogo que conta com 267 operacionais, apoiados por 87 meios terrestres e dois aéreos. As chamas alastraram-se entretanto ao município de Vale de Cambra.

No concelho de Barcelos, no distrito de Braga, estão 161 elementos, 56 viaturas e dois meios aéreos a combater um incêndio numa zona de mato.

O fogo que decorre no concelho de Trancoso, no distrito da Guarda, mobiliza 128 operacionais e 37 meios terrestres, de acordo com a ANPC.

O combate às chamas numa zona florestal do concelho de Cinfães, no distrito de Viseu, mobiliza 93 bombeiros e 19 meios terrestres.

Em Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, o fogo numa zona de mato mobiliza 63 operacionais, 28 meios terrestres e um aéreo.

Com Lusa

  • Junta de Santa Maria Maior no centro de Lisboa contra despejos de idosos
    3:02
  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.