sicnot

Perfil

País

Parte da A41 cortada em Nogueira da Regedoura, Santa Maria da Feira

Google Maps

A via da direita da autoestrada A41 foi hoje, pelas 11:00, cortada em Nogueira da Regedoura, concelho de Santa Maria da Feira, devido a um incêndio naquela localidade.

"Foi feito um corte da via da direita na A41 em Nogueira da Regedoura, em direção a Espinho, porque o fogo estava muito próximo da estrada", disse à Lusa fonte do Destacamento de Trânsito da GNR de Santa Maria da Feira.

Este incêndio em "povoamento florestal" do distrito de Aveiro está a ser combatido por 19 homens apoiados por cinco viaturas, indica a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), atualizada às 11:30.

A A41 é também conhecida como CREP - Circular Regional Exterior do Porto e liga Matosinhos a Espinho.

O distrito de Aveiro é um dos que mais incêndios registava àquela hora, com 18 incêndios rurais "em aberto", mobilizando 649 operacionais, 202 meios terrestres e seis meios aéreos.

O distrito do Porto continua a reunir o maior número de fogos em curso, com 27 incêndios "em aberto", envolvendo 432 homens, 131 meios terrestres e três meios aéreos.

No distrito de Viana do Castelo, oito fogos são combatidos por 189 bombeiros, 62 meios aéreos e três meios aéreos.

O incêndio que começou no domingo às 17:59 na freguesia de Covas, em Vila Nova de Cerveira está circunscrito, informou hoje a Câmara local.

Em comunicado enviado à Lusa aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo adiantou que as chamas, que tiveram origem no concelho vizinho de Paredes de Coura, afetaram sobretudo os lugares de Ledo e Vilarinho.

"Não arderam quaisquer habitações. O fogo não chegou a estar próximo de habitações graças à pronta intervenção dos bombeiros voluntários de Vila Nova de Cerveira, que contaram com o apoio da população e ao trabalho de prevenção realizado no último ano na criação de acessos florestais", sublinhou o município.

Segundo a página oficial da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), consultada pelas 11:28 no local estão 74 operacionais, apoiados por 27 viaturas e um meio aéreo.

Em Ponte de Lima, fonte da Câmara Municipal contactada pela Lusa revelou que o incêndio que deflagrou no domingo na freguesia Gemieira e se estendeu a Ribeira "está em fase de rescaldo, não tendo sido afetadas habitações".

A mesma fonte adiantou que as chamas afetam hoje a freguesia de Cabração.

No distrito de Braga, oito fogos mobilizam 189 operacionais, 189 meios terrestres e três meios aéreos.

Quanto às "ocorrências importantes", designação atribuída a incêndios rurais "de duração superior a três horas e com mais de 15 meios de proteção e socorro envolvidos", a ANPC destacava seis, nos distritos de Aveiro (dois), Guarda (dois), Viana do Castelo e Braga.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52