sicnot

Perfil

País

Partidas no aeroporto de Lisboa com 10 minutos de estacionamento grátis

© Rafael Marchante / Reuters

A partir desta terça-feira, os utilizadores particulares que queiram levar passageiros ao Aeroporto de Lisboa, de automóvel, têm direito a 10 minutos de estacionamento gratuitos na zona de partidas, pagando tarifa ultrapassando esse tempo, informou a gestora aeroportuária ANA.

O sistema "Kiss & Fly", traduzido do inglês para "beija e voa", vai funcionar na zona das partidas do aeroporto para "garantir a todos" um acesso facilitado para largada de passageiros, explica a ANA - Aeroportos de Portugal em comunicado hoje divulgado.

"O Aeroporto vai ter novas regras para o acesso à zona (curbside) das "partidas"", acrescenta, adiantando que desde fevereiro foram realizadas obras para os nossos acessos.

A ANA considera que o acesso à zona de partidas do aeroporto está agora "melhor organizado, mais rápido e mais eficiente", com áreas específicas de estacionamento para particulares e autocarros de turismo, circuitos para táxis e transportes de Lisboa, e ainda o prolongamento da atual ciclovia.

No entanto, ressalva a gestora aeroportuária, a zona de tomada de táxis mantém-se, como até aqui, concentrada na zona das chegadas do aeroporto.

O sistema "Kiss & Fly" já foi instalado no aeroporto de Faro, desde junho de 2015, do Porto, desde novembro do mesmo ano, e de Lisboa a partir de terça-feira, alargando um conceito já utilizado na Europa - em aeroportos como Paris, Bruxelas, Londres (Heathrow) -- ou nos Estados Unidos, como São Francisco, Chicago e Nova Iorque (aeroporto JFK).

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC