sicnot

Perfil

País

Poeiras do deserto do Saara atingem ihas dos Açores até 6ª feira

© STR New / Reuters (Arquivo)

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informou hoje que as poeiras do deserto do Saara vão continuar presentes nos Açores até "pelo menos sexta-feira" e vão atingir as nove ilhas do arquipélago.

"Esta situação deverá ser para se manter e, neste momento, a indicação é que se mantenha pelo menos até sexta-feira. A partir de quarta-feira a nuvem passará a afetar mais os grupos central e ocidental e menos o oriental", disse à agência Lusa a meteorologista Fernanda Carvalho, da delegação regional dos Açores do IPMA.

As primeiras previsões apontavam para que as poeiras poupassem as ilhas das Flores e do Corvo, mas, de acordo com o IPMA, também as duas ilhas do grupo ocidental vão ser atingidas, com efeitos visíveis no céu.

"Mantêm-se as condições do céu esbranquiçado, típicos destas situações. Estas poeiras condicionam a aparência do céu e, muitas vezes, confundem-se com nuvens altas", explicou Fernanda Carvalho.

Segundo a meteorologista, agora "as poeiras encontram-se a níveis mais altos da atmosfera, superiores a mil metros", mas para o final da semana poderão "estar mais junto à superfície" e, por isso, com maiores efeitos.

"Estamos a avaliar a situação, mas em princípio não deverá afetar a saúde pública, o que não quer dizer que não tenha influência sobre as pessoas no que diz respeito sobretudo aos aspetos da respiração e inalação de partículas", adiantou.

Fernanda Carvalho esclareceu que as poeiras saarianas deverão ser visíveis a olho nu ou podem ser observadas em forma de "lama" caso ocorram aguaceiros.

"Não estamos à espera de precipitação significativa, mas, por vezes, há alguma precipitação de origem orográfica e então aí há uma remoção da poeira com a precipitação e temos aquele depósito de terra, de lama", referiu.

As previsões da IPMA apontam para que no próximo fim de semana a nuvem de poeiras do deserto do Saara (no norte de África) já não esteja a afetar os Açores.

O grupo central do arquipélago dos Açores é formado pelas ilhas do Faial, Graciosa, Terceira, Pico e São Jorge. São Miguel e Santa Maria integram o grupo oriental.

Lusa

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional.