sicnot

Perfil

País

Pouco resta para arder na Serra da Freita

Pouco resta para arder na Serra da Freita

Em Aveiro, o incêndio que está a ser combatido desde sábado no concelho de Arouca alastrou-se ao concelho vizinho de Vale de Cambra. As autoridades queixam-se de falta de meios para combater as chamas e já pouco resta para arder na Serra da Freita.

  • Fogo continua descontrolado em Vale de Cambra
    2:44

    País

    O incêndio que começou no sábado em Arouca alastrou hoje ao concelho vizinho de Vale de Cambra. O nascer do dia revelou o rasto de destruição que as chamas provocaram. Há casas que continuam em risco.

  • Mais de 200 operacionais combatem incêndio em Arouca
    0:46

    País

    O incêndio em Arouca, em Aveiro, é neste momento o mais grave. 250 operacionais estão no terreno com o apoio de 82 meios terrestres. Está ainda previsto o reforço de ajuda através de meios aéreos. O vento e as elevadas temperaturas têm dificultado o trabalho dos bombeiros que tentam combater as chamas desde sábado à tarde. O Comandante Operacional, José Bismarck, diz que existem habitações em risco e que a população deve estar atenta ao perigo.

  • Fogo em Arouca com duas frentes ativas
    0:37

    País

    O incêndio em Arouca permanece com duas frentes ativas. O comandante distrital de Aveiro, José Bismarck, sublinha que o terreno acidentado na serra da Freita está a dificultar trabalho dos bombeiros.

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.