sicnot

Perfil

País

Carrinha com pneu rebentado pode estar na origem de fogo em Ponte de Sor

Uma carrinha conduzida por um homem alcoolizado e com uma jante a roçar pelo asfalto provocou esta terça-feira cerca de 30 focos de incêndio e poderá estar na origem do fogo em Ponte de Sor, segundo fonte policial.

A mesma fonte revelou à agência Lusa que a GNR tem indícios de que o fogo de grandes dimensões que hoje deflagrou em Ponte de Sor e evoluiu para o concelho vizinho de Alter do Chão, no distrito de Portalegre, teve origem no reacendimento de um dos focos de incêndio.

De acordo com a fonte da Guarda, em causa está uma carrinha de caixa aberta, conduzida por um homem alcoolizado, com cerca de 60 anos, que circulava hoje de manhã, numa estrada da zona, com um pneu dianteiro rebentado e com a jante, quase derretida, em contacto com o asfalto.

Projetadas para a berma da estrada, as faíscas provocadas pela jante a roçar pelo asfalto, ao longo de cerca de 20 quilómetros, originaram perto de 30 pequenos focos de incêndio, alguns dos quais obrigaram à intervenção dos bombeiros, relatou a mesma fonte.

A GNR suspeita que o reacendimento de um dos focos de incêndio estará na origem do fogo que deflagrou depois, cerca das 15:00, em Ponte de Sor.

Segundo a mesma fonte, a carrinha foi intercetada pela Guarda, alertada por outros condutores para a situação, quando circulava na Estrada Nacional (EN) 119, no sentido Ponte de Sor/Alter do Chão, entre Vale de Açor e o cruzamento para Chança, zona onde deflagrou o incêndio de grandes dimensões.

Fiscalizado pela GNR, o condutor, que reside na zona da Grande Lisboa e se deslocou ao Alentejo em lazer, foi submetido ao teste de alcoolemia, acusando uma taxa de 2,3 gramas por litro.

Detido, o homem foi presente a tribunal, que adiou o julgamento para o dia 18 deste mês, adiantou a fonte.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre disse à Lusa que o fogo foi considerado dominado às 19:50 e que entrou em fase de rescaldo às 20:44.

Durante as operações de combate às chamas, um bombeiro recebeu assistência devido a intoxicação, por inalação de fumo, e foram cortadas temporariamente as estradas nacionais 119 e 537, referiu a fonte.

O alerta para o incêndio foi dado às 15:07, na zona de Vale de Açor, concelho de Ponte de Sor, na zona limítrofe com o município vizinho de Alter do Chão, tendo sido mobilizados 155 operacionais, com o apoio de 52 viaturas e um helicóptero.

Segundo os bombeiros, o incêndio, que chegou a ter duas frentes ativas, destruiu uma área agroflorestal, com olival, pasto, vinhas e montado, ainda por calcular.

Lusa

  • Arderam mais duas casas em Mação

    País

    O presidente da Câmara de Mação, distrito de Santarém, disse esta quarta-feira que durante a tarde arderam duas casas em aldeias do concelho e que as chamas que lavram desde domingo estão longe de estar controladas.

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Sócrates diz que Direita quis impedi-lo de candidatura presidencial

    País

    O ex-primeiro-ministro José Sócrates reiterou esta quarta-feira, em declarações aos correspondentes estrangeiros em Portugal, que o processo judicial em que está envolvido resulta de uma campanha orquestrada pela direita para evitar a sua candidatura a Presidente da República.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Dia dos Avós nasceu em Penafiel
    1:48

    País

    O Dia dos Avós, que hoje se assinala, nasceu por iniciativa de uma habitante de Penafiel. A data foi celebrada no parque da cidade, com centenas de avós.

  • Trump proíbe transgéneros no exército norte-americano

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quarta-feira que as pessoas transgénero não podem servir no exército dos Estados Unidos, justificando a decisão com os "custos médicos enormes" e as perturbações que tal situação envolve.

  • Oposição tenta travar eleição da nova Assembleia Constituinte na Venezuela
    2:14