sicnot

Perfil

País

GNR já deteve sete pessoas por suspeita de crime de incêndio

A Guarda Nacional Republicana (GNR) já deteve sete pessoas por suspeitas de crime de incêndio, desde o início do ano, e identificou outras 276 pelo mesmo crime, anunciou.

Em comunicado, a GNR revela que, desde o início do ano e até ao dia 7 de agosto, e relativamente ao crime de incêndio, elaborou 1.534 autos de notícia, identificou 276 pessoas, deteve sete e passou 753 autos de contraordenação.

Dentro destes 753 autos de contraordenação, a maioria diziam respeito à gestão de combustíveis nas faixas junto a edificações, 24% sobre gestão de combustíveis na rede viária, 24% por causa de queima de amontoadas ou sobrantes de exploração, além de 12% por causa de queimadas sem licença.

De acordo com a GNR, em 2014 foram elaborados 2.421 autos de contraordenação, aumentando para os 2.619 em 2015.

A autoridade policial aproveita para apelar a todas as pessoas para não praticarem atividades consideradas de risco, "como a realização de fogo junto a áreas florestais, e fornecendo informações aos militares da GNR de atividades que levem à ocorrência de incêndios, que fazem perigar a vida de muitas pessoas e colocar em causa o património de muitas mais".

Com Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.