sicnot

Perfil

País

GNR já deteve sete pessoas por suspeita de crime de incêndio

A Guarda Nacional Republicana (GNR) já deteve sete pessoas por suspeitas de crime de incêndio, desde o início do ano, e identificou outras 276 pelo mesmo crime, anunciou.

Em comunicado, a GNR revela que, desde o início do ano e até ao dia 7 de agosto, e relativamente ao crime de incêndio, elaborou 1.534 autos de notícia, identificou 276 pessoas, deteve sete e passou 753 autos de contraordenação.

Dentro destes 753 autos de contraordenação, a maioria diziam respeito à gestão de combustíveis nas faixas junto a edificações, 24% sobre gestão de combustíveis na rede viária, 24% por causa de queima de amontoadas ou sobrantes de exploração, além de 12% por causa de queimadas sem licença.

De acordo com a GNR, em 2014 foram elaborados 2.421 autos de contraordenação, aumentando para os 2.619 em 2015.

A autoridade policial aproveita para apelar a todas as pessoas para não praticarem atividades consideradas de risco, "como a realização de fogo junto a áreas florestais, e fornecendo informações aos militares da GNR de atividades que levem à ocorrência de incêndios, que fazem perigar a vida de muitas pessoas e colocar em causa o património de muitas mais".

Com Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.