sicnot

Perfil

País

Governo envia reforços para combater fogos na Madeira

Mais duas equipas de combate aos incêndios na Madeira partem de Lisboa nas próximas horas para se juntarem aos operacionais que seguiram esta noite, totalizando 110 elementos, disse à Lusa fonte do gabinete do primeiro-ministro.

Por volta das 22:30 de hoje, saiu de Lisboa a primeira equipa de 36 profissionais, composta por bombeiros, elementos da Força Especial Bombeiros (FEB) da Autoridade Nacional de Proteção Civil, elementos do Grupo de Intervenção Proteção e Socorro da GNR (GIPS) e do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Segundo fonte do gabinete do primeiro-ministro, durante a madrugada de quarta-feira vão partir de Lisboa mais dois aviões da Força Aérea com um total de 74 elementos.

O Governo mobilizou elementos do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, fazendo ainda parte das equipas outros bombeiros voluntários e profissionais, assim como médicos, enfermeiros e psicólogos do INEM.

Além dos 74 homens que partem esta madrugada, vai seguir também equipamento de ajuda ao combate.

O vento forte e as elevadas temperaturas fizeram com que o fogo que lavra nas zonas altas do concelho do Funchal desde a tarde de segunda-feira descesse até ao centro da cidade, provocando caos e pânico entre a população e incêndios em dezenas de casas da zona histórica, que desalojaram centenas de pessoas.

O trânsito está esta noite caótico, com muitos congestionamentos na baixa do Funchal, tendo a Polícia de Segurança Pública (PSP) encerrado as entradas da cidade.

A Lusa constatou no local que é muito difícil respirar, devido ao tempo quente e ao denso fumo, com as pessoas a usarem máscaras. Têm sido audíveis várias explosões, depois de a situação se ter agravado ao final da tarde.

Lusa

  • Força Especial vai ser enviada para o Funchal

    País

    A Força Especial de combate a incêndios vai ser enviada para o Funchal, na sequência do incêndio que começou esta segunda-feira na Madeira. As chamas obrigaram à evacuação de dois hospitais e várias casas. A força de combate é constituída por bombeiros, elementos da GNR e INEM.

  • Ativado Plano Municipal de Emergência do Funchal

    País

    O Plano Municipal de Emergência da cidade do Funchal foi ativado, numa decisão votada por unanimidade, informou a Câmara. "Acaba de ser ativado o Plano Municipal de Emergência, pela Comissão Municipal de Proteção Civil, votado por unanimidade", pode ler-se num documento camarário.

  • Cenário de incêndios agrava-se no Funchal

    País

    O cenário de incêndios registados esta terça-feira no Funchal complicou-se a partir das 18:00, devido ao aumento da intensidade do vento e à alteração da sua direção, havendo algumas zonas com "fogo descontrolado", disse o presidente da câmara, Paulo Cafôfo.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57

    País

    Tondela foi um dos municípios mais atingidos pelo incêndio, deixando dezenas de animais feridos e perdidos no concelho. Várias clínicas veterinárias são agora um porto de abrigo e, em alguns casos, um ponto de encontro. Muitos dos animais chegaram recolhidos por voluntários e a maior parte dos casos são animais que, no momento de aflição, foram soltos pelos donos e salvos pelo instituto de sobrevivência.

  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31