sicnot

Perfil

País

Incêndio no Funchal destrói várias casas

Incêndio no Funchal destrói várias casas

Desde a noite de ontem que dezenas de operacionais de oito corporações combatem um incêndio no Funchal. Cerca de 200 pessoas foram hoje retiradas de vários pontos do Funchal e do Hospital dos Marmeleiros, na freguesia do Monte, na sequência dos diversos focos de incêndio.

"A situação agravou-se e tivemos de realojar pessoas no Regimento de Guarnição N.º 3 (Funchal), temos cerca de 200 pessoas que estão a ser acompanhadas", disse a Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, que tutela a área da Proteção civil do governo madeirense à agência Lusa.

A responsável adiantou que por motivos de prevenção e segurança também foram deslocados doentes do Hospital dos Marmeleiros, situado na freguesia do Monte, sobretudo pessoas que sofrem de doenças respiratórias, por decisão do Secretário Regional da Saúde.

Rubina Leal adiantou ser difícil neste momento avançar com o número de casas que já foram consumidas e ficaram danificadas pelo fogo, que lavra desde cerca das 16:00 de segunda-feira no concelho do Funchal.

"Não consigo dizer quantas casas estão destruídas, porque os meios estão no terreno e estamos empenhados em apoiar a população desalojada e controlar o fogo", disse.

O repórter da SIC na Madeira, Paulo Figueira, faz um balanço dos últimos desenvolvimentos na zona da Fundoa, no Funchal.

Com Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.