sicnot

Perfil

País

PCP vai priorizar no Parlamento incêndios em detrimento das viagens pagas pela Galp

O PCP anunciou que quer dar prioridade à questão dos incêndios na conferência de líderes de quinta-feira, em detrimento do pedido do CDS para ouvir o Governo sobre viagens de secretários de Estado oferecidas pela Galp.

O grupo parlamentar do CDS-PP tinha requerido uma reunião extraordinária, agendada para as 18:00 de quinta-feira, a fim de formalizar uma audição ao Governo sobre as deslocações de três secretários de Estado para ver jogos de futebol do Europeu França2016 à custa daquela empresa energética portuguesa.

"Vamos propor encontrar uma forma muito ágil de obter do Governo um ponto de situação sobre os fogos florestais e esta situação no Funchal, muitíssimo grave. Uma reunião muito urgente, que ultrapasse os prazos formais de convocatória, com a Administração Interna, seja a ministra ou o secretário Estado. O ideal seria ainda esta semana, com deputados de todos os partidos, possivelmente sexta-feira", disse à Lusa o deputado comunista António Filipe.

Entretanto, o primeiro-ministro, António Costa, ao início da noite desta terça-feira na sede da Autoridade Nacional de Proteção Civil, em Lisboa, anunciou o envio de uma força para ajudar no combate aos incêndios na Madeira, com 36 operacionais, entre bombeiros, elementos da GNR e do INEM.

Relativamente ao assunto invocado pelos democratas-cristãos, o parlamentar do PCP considerou não haver "razão para alterar a data prevista para reunião da comissão permanente do parlamento (08 setembro), embora reiterando a "posição crítica" do seu partido sobre o facto de membros do executivo socialista terem viajado através de ofertas da Galp.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que liderou o elenco socialista nas férias do primeiro-ministro, considerara já o caso "encerrado" com o reembolso das despesas efetuadas àquele patrocinador oficial da seleção portuguesa de futebol.

Os secretários de Estado em causa são dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, da Indústria, João Vasconcelos, e da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, que assistiram a jogos da "equipa das quinas" no certame gaulês, entre 10 de junho e 10 de julho.

Lusa

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.