sicnot

Perfil

País

Acionados planos de emergência distrital de Aveiro e municipal da Mealhada

A Comissão Distrital de Proteção Civil de Aveiro ativou, esta quarta-feira à tarde, o Plano de Emergência, face ao "elevado número" de incêndios que estão a lavrar no distrito.

O anúncio foi feito pela Câmara da Mealhada, numa nota enviada ao final da tarde à agência Lusa, na qual também refere que o Plano de Emergência Municipal neste concelho foi ativado durante a manhã.

A Mealhada é um dos 19 municípios do distrito de Aveiro e, tal como Anadia, Águeda, Albergaria-a-Velha, Arouca, Castelo de Paiva e Santa Maria da Feira, tem sido das zonas mais atingidas pelos incêndios florestais, nas últimas horas.

De acordo com a página da Proteção Civil, lavravam no distrito, pelas 19:30, 18 fogos, cinco dos quais classificados como "ocorrências importantes", mobilizando um total de mais de 1.100 operacionais, apoiados por cerca de três centenas e meia de meios terrestres e oito meios aéreos.

A Comissão Distrital decidiu ativar o Plano de Emergência "tendo em conta o elevado número de ocorrências e o total empenhamento do dispositivo operacional do distrito, estando praticamente esgotadas as suas capacidades de combate e rendição", bem como a "previsível manutenção das condições meteorológicas adversas", explica aquela entidade, citada pela Câmara da Mealhada.

Por seu lado, o município "acionou, na manhã de hoje, o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil dada a gravidade dos incêndios que assolaram o concelho, ameaçando, ainda ao final da tarde, habitações em diversos pontos, nomeadamente nas aldeias de Várzeas e Catraia".

"Ao final da tarde, viveu-se um cenário 'dantesco'", sublinha o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, citado na nota.

O responsável refere que se está a dar "o máximo dos máximos para acudir às situações mais graves" e que há cinco casas prontas para receber eventuais desalojados.

"Também está em marcha um plano para dar apoio logístico aos bombeiros de fora do concelho que vêm reforçar o combate às chamas, sendo a base deste centro a Escola Profissional Vasconcellos Lebre", na Mealhada, acrescenta a Câmara.

O Hospital da Misericórdia da Mealhada estará, entretanto, "aberto toda a noite" desta quarta-feira, "em função das diversas ocorrências de incêndios registados no concelho", informa uma nota deste estabelecimento.

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59