sicnot

Perfil

País

Arouca doa 1€ por cada bilhete do jogo com o Olympiacos

​O Futebol Clube de Arouca vai aproveitar o jogo do play-off da Liga Europa de futebol, com os gregos do Olympiacos, para angariar verbas que revertam para os Bombeiros Voluntários de Arouca.

O Arouca-Olympiacos realiza-se a 18 de agosto, às 20h00, e os preços dos bilhetes variam entre os sero euros, para sócios cativos, e os 20 euros para o público geral.

Independentemente do valor do bilhete, de acordo com o gabinete de comunicação do clube, por cada ingresso vendido, o Arouca doará um euro para a corporação de bombeiros.

O concelho de Arouca tem sido fustigado pelos incêndios, que não dão tréguas aos bombeiros desde a tarde de sábado.

Com este gesto, o clube associa-se à gratidão da população pelo serviço que os soldados da paz estão a prestar, como reconhece o presidente Carlos Pinho.

"Vamos apoiar os bombeiros porque eles estão a passar um momento muito difícil. Estão a trabalhar com muito sacrifício, a proteger a população e nós também estamos gratos por isso. O apoio é simbólico, mas é feito com carinho e admiração", elogiou o presidente do clube.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.