sicnot

Perfil

País

Autarca de Santiago do Cacém justifica viagem a convite da Galp com "relações institucionais"

A Câmara de Santiago do Cacém justificou a viagem do presidente do município a França, para o campeonato europeu de futebol, a convite da Galp, com as "relações institucionais" que a autarquia mantém com a empresa.

Num comunicado enviado hoje à agência Lusa, o gabinete de comunicação da Câmara Municipal de Santiago do Cacém confirma que o presidente da autarquia, Álvaro Beijinha, "esteve em Lyon", em França, a 22 de junho, "a convite do diretor da refinaria de Sines [da Galp]".

Lembrando que "a autarquia tem relações institucionais com a refinaria de Sines há mais de uma década", o mesmo documento explica que "a câmara assume um papel de interlocutor entre o movimento associativo do município e a refinaria de Sines, razão pela qual esta empresa entendeu convidar o município".

E, justifica: "foi nesse âmbito, que o presidente da Câmara aceitou o referido convite".

Com muitos dos trabalhadores da refinaria de Sines a residir no concelho de Santiago do Cacém, a autarquia assina anualmente protocolos com a empresa, que visam "apoios anuais a grupos desportivos e culturais".

"Não existe, contudo, nenhuma dependência de ordem financeira, económica, ou qualquer outra, que ponha em causa a isenção da Câmara Municipal de Santiago do Cacém em relação à empresa Galp Energia", pode ler-se ainda no comunicado.

Além do autarca de Santiago do Cacém, também o de Sines foi hoje criticado pela estrutura local do Bloco de Esquerda (BE) por ter alegadamente aceitado o convite da empresa para viajar até França para ver o jogo da seleção de Portugal, no campeonato europeu de futebol 2016.

Num comunicado em que exigem explicações aos dois autarcas, os bloquistas consideraram que, tendo em conta que a empresa "lhes pagou a viagem", a situação é uma "reprovável promiscuidade entre o poder local e esta empresa gigantesca".

A convite da Galp viajaram para Lyon, em França, para assistir a um jogo da seleção nacional no campeonato europeu de futebol, os secretários de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, da Indústria, João Vasconcelos, e da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, uma situação que tem gerado polémica desde a semana passada, quando veio a público.

Lusa

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.