sicnot

Perfil

País

Embaixada do Reino Unido envia funcionários para ajudar britânicos na Madeira

Lusa

A embaixada do Reino Unido em Lisboa enviou dois funcionários para o Funchal para apoiarem os cidadãos britânicos, sobretudo turistas, na sequência dos incêndios na ilha, anunciou o Governo Regional.

Os funcionários consulares britânicos deverão chegar ao Funchal pelas 19h00 de hoje, segundo uma nota do Governo Regional da Madeira.

Os incêndios que deflagraram na Madeira atingiram na noite terça-feira, a zona histórica de São Pedro, na baixa da cidade do Funchal, tendo sido necessário retirar hóspedes de uma das unidades hoteleiras.

Também uma unidade hoteleira nas zonas altas de Santa Maria Maior (Choupana Hills) ficou parcialmente destruída pelas chamas.

A embaixadora do Reino Unido em Lisboa, Kirsty Hayes, manifestou também ao presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, a sua "consternação e solidariedade" face aos incêndios que deflagraram desde a tarde de segunda-feira na Madeira e que se têm propagado por vários concelhos do arquipélago.

Dos vários municípios da Madeira atingidos pelos incêndios, o Funchal foi o mais afetado, tendo já provocado três vítimas mortais na zona da Pena (Santa Luzia), cerca de mil desalojados, dezenas de casas destruídas e avultados prejuízos materiais.

Os hospitais dos Marmeleiros e João de Almada, os lares de idosos de Santa Isabel e Vale Formoso, as clínicas de Santa Luzia e Santa Catarina, além de centenas de moradias tiveram de ser evacuadas.

Lusa

  • Turistas estão a ser acompanhados na Madeira

    País

    ​A presidente da Associação de Comércio e Indústria do Funchal, Cristina Pedra, disse que todos os turistas estão a ser acompanhados na Madeira e garantiu que a imagem da ilha não está a ser afetada pelo incêndio.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • "Reforma da Proteção Civil esgotou prazo de validade"
    2:34

    Tragédia em Pedrógão Grande

    António Costa reconheceu esta quinta-feira que a reforma da Proteção Civil que liderou em 2006 está esgotada, e não pode dar resultados sem uma reforma da floresta. Na mesma altura, o ministro da Agricultura admitiu que os problemas já estavam identificados há uma década, sem explicar por que razão não foram atacados pelo Governo socialista da altura.

  • "De um primeiro-ministro esperam-se respostas, não perguntas"
    0:35

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assunção Cristas acusa o ministro da Agricultura de ter deitado ao lixo a legislação do anterior Governo que poderia ser útil no combnate aos incêndios. O CDS exige uma responsabilização política pela tragédia de Pedrógão Grande, diz que há muito por esclarecer e por esse motivo entregou esta quinta-feira ao primeiro-ministro um conjunto de 25 perguntas.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.