sicnot

Perfil

País

Federação de Campismo mobiliza ajuda para bombeiros

A Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP) apelou esta quarta-feira às pessoas para entregarem nos parques de campismo seus filiados de água, leite, bolachas e refeições ligeiras para serem entregues aos bombeiros.

"A FCMP, pelo seu estatuto, não pode ficar indiferente perante este apelo que mobiliza as consciências de todos os cidadãos em geral e, particularmente, de quem privilegia o descanso, as férias e os desportos na natureza que está a ser devastada por mãos criminosas", refere a federação, em comunicado.

Segundo a federação, os produtos doados devem ser entregues às corporações "mais próximas, para os bombeiros que se encontram no terreno a combater os incêndios".

"É obrigação de todos colaborar com quem se encontra a combater os incêndios", sublinha a federação.

A FCMP tem parques de campismo em Mondim de Basto, em Coja, Penacova, Foz do Mondego, Castelo de Bode, Escaroupim e Santo André.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, às 19:52, estavam ativos em Portugal 187 incêndios, que estão a ser combatidos por 4.999 operacionais, apoiados por 1.532 meios terrestes e 28 meios aéreos.

Lusa

  • Seca extrema agrava-se no interior alentejano, produção de trigo pode cair 40%
    6:22

    País

    A falta de chuva está a provocar prejuízos na agricultura, em especial no setor dos cereais, como o trigo que, este ano, deverá registar uma quebra de 40% na produção. O repórter Luís Godinho convidou o agricultor e professor de Ciências Agrárias na Universidade de Évora, Ricardo Freixial, para explicar os prejuízos que a seca está a provocar nas culturas e a sustentabilidade da agricultura portuguesa perante as alterações climáticas.