sicnot

Perfil

País

Fogos na Calheta continuam ativos mas "não estão descontrolados"

O concelho da Calheta está hoje à tarde a ser afetado por vários focos de incêndios, sendo a freguesia do Estreito da Calheta a zona que implica a maior concentração de bombeiros, informou o presidente do município, Carlos Teles.

O incêndio de maior dimensão ocorre na freguesia do Estreito da Calheta, perto do parque empresarial, na zona oeste da ilha da Madeira, mas, segundo o presidente da câmara, os fogos "não estão descontrolados". Há outro incêndio na Zona do Pinheiro (Arco da Calheta).

"Os bombeiros estão a combater os fogos e a salvaguardar as habitações", disse Carlos Teles, acrescentando que noutras zonas que arderam na terça-feira estão corporações para controlar eventuais reacendimentos ou propagações.

No concelho estão destacados cerca de meia centena de operacionais, dos quais 27 do concelho da Calheta e os restantes vindos dos Açores.

O executivo alertou ainda para o facto de alguns sítios se encontrarem sem luz, estando uma empresa de eletricidade no local a trabalhar para inverter essa situação.

Há ainda a possibilidade de as pessoas ficarem sem água.

"Apelo às pessoas para a contenção no consumo de água" sublinhou.

Relativamente ao Engenho Novo da Madeira na Calheta, onde há 200 mil litros de aguardente, o presidente do município disse estar salvaguardado.

Os incêndios que deflagraram na tarde de segunda-feira nas serras da Madeira, com focos de grandes dimensões no concelho do Funchal e em outros concelhos da ilha, provocaram três vítimas mortais na zona da Pena (Santa Luzia), dezenas de casas destruídas e avultados prejuízos materiais. Cerca de mil pessoas tiveram de sair das suas casas.

Os hospitais dos Marmeleiros e João de Almada, os lares de idosos de Santa Isabel e Vale Formoso, as clínicas de Santa Luzia e Santa Catarina, além de centenas de moradias, tiveram de ser evacuados.

A zona histórica de São Pedro, na baixa da cidade, foi uma das áreas onde chegou o fogo, tendo sido necessário retirar hóspedes de uma das unidades hoteleiras.

Lusa

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.

  • Crianças no Daesh - 2ª Parte
    23:43
  • Montenegro e o futuro do PSD: "Não vou pedir licença para avançar"
    1:41

    País

    Luís Montenegro admite que se achar que é a pessoa ideal para a liderança do PSD, não vai pedir licença a ninguém para avançar. Em entrevista à SIC Notícias, o ex-líder parlamentar do PSD diz que está ao lado de Passos Coelho mas sublinha que é importante que haja uma clarificação na liderança do partido.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Estes engenheiros não tiveram formação para exercer arquitetura"
    7:00

    País

    O Parlamento aprovou esta quarta-feira as propostas do PSD e do PAN para devolver aos engenheiros a possibilidade de assinarem projetos de arquitetura. Os aquitetos discordam da medida. José Manuel Pedreirinho, presidente da Ordem dos arquitetos, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Foi uma grande honra ser deputado"
    1:23

    País

    Alberto Martins vai deixar a vida política, o socialista renunciou esta quarta-feira ao cargo de deputado, que ocupava há 30 anos, com algumas interrupções. Alberto Martins desempenhou funções de ministro da Reforma do Estado no segundo Governo de António Guterres, e de ministro da Justiça no segundo Executivo liderado por josé Sócrates. O socialista vai ser substituído por Hugo Carvalho.