sicnot

Perfil

País

Madeira sob aviso laranja e seis distritos do continente em aviso amarelo

O arquipélago da Madeira está hoje sob aviso laranja enquanto seis distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo, devido ao tempo quente, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O arquipélago da Madeira está sob aviso laranja desde as 06:00 e até às 22:00 de hoje devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

O aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, é emitido devido a uma situação meteorológica de risco moderado e elevado.

O IPMA emitiu ainda um aviso laranja de vento forte com rajadas da ordem dos 75 quilómetros por hora nos extremos oeste e leste da Madeira entre as 06:00 e as 22:00 de hoje.

Sob aviso laranja estão também os distritos de Braga, Coimbra, Leiria, Santarém, Lisboa e Setúbal devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima entre as 10:00 de hoje e as 22:00 de quinta-feira.

O aviso amarelo é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades".

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior centro e sul, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando do quadrante norte no litoral a norte do Cabo de Sines e sendo moderado a forte no litoral Centro, em especial durante a tarde.

Nas terras altas prevê-se vento moderado do quadrante leste, soprando forte até ao final da manhã e a partir do final da tarde com rajadas até 80 quilómetros por hora, em especial nas regiões norte e centro.

A previsão aponta ainda para descida da temperatura mínima, em especial nas regiões do interior norte e centro e pequena descida da temperatura máxima nas regiões do interior e pequena subida na faixa costeira a norte do Cabo Raso.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado nas vertentes sul da ilha da Madeira, vento moderado a forte de nordeste, com rajadas até 75 quilómetros por hora até ao final da tarde, soprando forte a muito forte nas terras altas, com rajadas até 95 quilómetros por hora até ao final da manhã e descida da temperatura máxima, sendo acentuada em alguns locais.

Para os Açores estão previstos períodos de céu muito nublado com boas abertas, possibilidade de aguaceiros fracos, especialmente no nordeste da ilha de S. Miguel e vento leste bonançoso a moderado.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 19 e 34 graus Celsius, no Porto entre 20 e 31, em Braga entre 16 e 34, em Viana do Castelo entre 17 e 30, em Vila Real e Viseu entre 15 e 30, em Bragança entre 12 e 28, na Guarda entre 12 e 27, em Coimbra entre 18 e 34, em Leiria entre 14 e 33, em Castelo Branco entre 19 e 33, em Portalegre entre 21 e 33, em Santarém entre 17 e 38, em Évora entre 16 e 36, em Beja entre 17 e 35, em Faro entre 20 e 29, no Funchal entre 27 e 30, em Ponta Delgada e em Santa Cruz das Flores entre 21 e 27, na Horta entre 22 e 28.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas.

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Oposição alarga protesto e anuncia "tomada da Venezuela"

    Mundo

    A oposição venezuelana recusou esta quinta-feira a proibição de manifestações decretada pelo Governo e avisou que, em resposta, ampliará o protesto previsto para sexta-feira, passando de uma "tomada de Caracas" para uma "tomada da Venezuela".

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC