sicnot

Perfil

País

PR diz que missão de Costa na Madeira "não é só de solidariedade, é executiva"

O Presidente da República afirmou esta quarta-feira que a missão do primeiro-ministro sobre os incêndios na Madeira "não é só de solidariedade, é executiva" e por isso António Costa estará na ilha quinta-feira para falar sobre apoios.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas durante a visita de quase quatro horas aos locais mais afetados pelos incêndios que têm assolado a região da Madeira nos últimos dias, começando por recordar que o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, "marcou um prazo claro" de duas semanas para apresentar os números e os levantamentos dos estragos.

"Amanhã [quinta-feira] está cá o senhor primeiro-ministro. Precisamente, a sua missão não é só de solidariedade, é executiva", considerou, antecipando que António Costa se vai sentar "à mesa com o senhor presidente do Governo Regional e vão ver de onde vêm os fundos, se é da Europa, se é do Orçamento, para que situação de emergência".

Segundo o Presidente da República, "feito o levantamento, feitas as contas, feito o somatório das necessidades, é preciso começar a reconstruir".

Marcelo Rebelo de Sousa confidenciou que aquilo que mais o "impressionou foi a determinação das pessoas, olhando já para o futuro".

"Eu achava que ia encontrar muita gente em baixo e encontrei uma força de ânimo, uma determinação", enalteceu.

Para o Presidente da República, "é preciso pensar duas vezes" que, "quer na zona florestal, quer na zona urbana, são os terrenos abandonados".

"Falaram que prédios que foram mais rapidamente atingidos foram prédios abandonados, devolutos. E isso, com todo o devido respeito pela propriedade de direito e pelos proprietários, não pode continuar assim. Tem que se pensar num regime em que, se os próprios não conseguem e não pagam as obras, que de outra maneira se fariam, tem de haver uma intervenção da administração para pelo menos garantir que se previne uma situação daquilo não ser um foco de incêndio", defendeu.

Na opinião de Marcelo Rebelo de Sousa, "isso obriga a uma intervenção a nível governativo" e "enquanto está quente a situação é que se deve pensar".

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.