sicnot

Perfil

País

PSD/Madeira cancela comício de rentrée política no Porto Santo

O PSD/Madeira anunciou esta quarta-feira o cancelamento do comício de rentrée política que estava marcado para o Porto Santo a 19 de agosto devido aos incêndios que têm assolado a região nos últimos dias.

Em comunicado, o PSD/Madeira explica que "não estão reunidas as condições para a realização do comício de rentrée política, marcado para o dia 19 de agosto no Porto Santo, ficando o mesmo sem efeito".

"Neste momento de grande aflição e dor para muitas famílias madeirenses, não poderíamos também deixar de manifestar a nossa solidariedade para com aqueles que foram mais atingidos por esta calamidade, em particular os que perderam familiares nesta tragédia, mas também todos os que viram as chamas destruírem as suas casas e outros bens", acrescenta o mesmo comunicado.

O PSD/Madeira deixa também uma "palavra de apoio ainda para todos aqueles que estiveram e estão no terreno e que tudo têm feito para salvaguardar vidas humanas e bens".

"Muitos deles, mesmo não tendo sido diretamente afetados pelos fogos, não hesitaram em contribuir no combate aos incêndios e no auxílio aos desalojados, demonstrando, uma vez mais, o grande espírito de solidariedade dos madeirenses", enaltece.

O Funchal foi o concelho mais afetado pelos incêndios que deflagraram na tarde de segunda-feira, e provocaram três vítimas mortais na zona da Pena (Santa Luzia), cerca de mil desalojados, dezenas de casas destruídas e avultados prejuízos materiais.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, desloca-se esta quarta-feira à Madeira e o primeiro-ministro, António Costa, segue para o Funchal na quinta-feira para se inteirarem da situação na ilha provocada pelos incêndios.

Os hospitais dos Marmeleiros e João de Almada, os lares de idosos de Santa Isabel e Vale Formoso, as clínicas de Santa Luzia e Santa Catarina, além de centenas de moradias tiveram de ser evacuados.

A zona histórica de São Pedro, na baixa da cidade, foi uma das áreas onde chegou o fogo, tendo sido necessário retirar hóspedes de uma das unidades hoteleiras.

Lusa

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59