sicnot

Perfil

País

Partidos e Governo reúnem-se esta quinta-feira na AR e visitam Proteção Civil

Os partidos com representação parlamentar e um representante do Governo vão reunir-se na quinta-feira na Assembleia da República para debater a situação dos incêndios, visitando depois o comando operacional da Proteção Civil, em Carnaxide.

O anúncio foi feito pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, no final de uma reunião extraordinária da conferência de líderes realizada ao final da tarde no parlamento.

O encontro no parlamento está marcado para as 14:30.

A visita à Proteção Civil irá realizar-se a partir das 16:00.

"Foi decidido que amanhã mesmo [quinta-feira] haverá aqui no parlamento uma reunião de uma comissão 'ad-hoc' formada por esta conferência de líderes, com um representante de cada grupo parlamentar dirigida pelo senhor vice-presidente José Manuel Pureza e com o membro do Governo responsável pela proteção civil", disse Ferro Rodrigues, em declarações aos jornalistas no final da conferência de líderes.

A visita à Proteção Civil, referiu Ferro Rodrigues, tem como objetivo fazer com que o parlamento "possa estar informado em tempo real de qual é a verdadeira situação em todo o país, de norte a sul, e também nas regiões autónomas".

O presidente da Assembleia da República transmitiu ainda, em seu nome e em nome de todo o parlamento, "uma mensagem de fortíssima solidariedade para com todos aqueles que estão a ser atingidos" pelos incêndios.

Ferro Rodrigues adiantou também que já entrou em contacto com as autoridades madeirenses para transmitir a sua "total solidariedade" e deixou igualmente uma palavra para os bombeiros.

"A Assembleia da República não apenas manifesta a sua solidariedade para com aqueles que são atingidos, mas também tem um enorme respeito, admiração e palavra de agradecimento para os milhares de bombeiros que combatem os incêndios", sublinhou.

A conferência de líderes que se realizou esta tarde, e na qual foi decidida a reunião de quinta-feira sobre os incêndios, foi convocada a pedido do CDS-PP por causa do caso das viagens de membros do Governo pagas pela Galp para assistir a jogos do europeu de futebol.

Sobre esse assunto, a conferência de líderes decidiu por maioria, com os votos do PS, PCP, BE e PEV, que não se justifica a realização de uma reunião extraordinária da comissão permanente. Apenas o CDS-PP e o PSD votaram a favor da realização de uma reunião da comissão permanente extraordinária.

Lusa