sicnot

Perfil

País

União da Madeira quer fazer recolha de bens essenciais

O União da Madeira solicitou hoje que o seu jogo da segunda jornada da II Liga de futebol, com o Sporting de Braga B, seja disputado à porta aberta para recolher bens essenciais destinados a apoiar as vítimas dos incêndios na região.

O clube pretende aproveitar o jogo para fazer uma recolha de bens essenciais, que serão entregues a uma instituição de solidariedade social, para apoio aos desalojados dos muitos incêndios que assolam a ilha da Madeira e que já provocaram três mortos.

Por precaução, o treino de quinta-feira, que estaria agendado para o complexo do clube, na Camacha, foi alterado para o Centro Desportivo da Madeira, local onde receberá no próximo sábado o Braga B.

Anuladas ficam as ações de captação para todos os escalões de formação do clube, cujo departamento está agora a cargo do ex-treinador da Académica de Coimbra, José Viterbo, que apenas serão retomadas na próxima sexta-feira.

Os incêndios que deflagraram na segunda-feira no Funchal provocaram três mortos e cerca de mil desalojados, entre residentes e turistas.

Muitas casas e um hotel (Choupana Hills) foram afetados pelo fogo, mas os avultados prejuízos materiais não estão ainda contabilizados.

A gravidade da situação na região autónoma da Madeira levou a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) a mobilizar 120 operacionais, que se juntaram a 30 dos Açores, para apoiar o combate aos incêndios.

Só no concelho do Funchal, estão mobilizados cerca de uma centena de bombeiros de duas corporações.

Lusa

  • O mais sério aviso de Marcelo Rebelo de Sousa ao Governo
    3:15
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • O sorriso de Jorge Jesus quando soube que o símbolo da Juventus mudou
    1:21

    Desporto

    A Juventus surpreendeu grande parte do mundo do futebol quando alterou completamente o emblema. Agora, o símbolo faz lembrar as iniciais do nome do treinador do Sporting. Jorge Jesus não sabia, mas ficou esta terça-feira a saber e parece ter gostado. O técnico de Alvalade regressa quarta-feira ao estádio da equipa italiana, que conhece muito bem.