sicnot

Perfil

País

A2 reaberta ao trânsito após acidente com dois mortos em Castro Verde

A autoestrada do Sul (A2) foi reaberta ao trânsito pouco depois das 19:00 de hoje, em Castro Verde, Beja, depois de estar temporariamente cortada devido a um acidente com dois mortos e três feridos, segundo a GNR.

O acidente resultou do despiste de um automóvel, ocorrido cerca das 17:00, ao quilómetro 178, no sentido sul-norte da A2, que liga Lisboa ao Algarve.

Devido à mobilização de dois helicópteros para o transporte das vítimas, que não chegaram a ter intervenção, também foi cortado temporariamente o trânsito no sentido inverso, perto do nó de Castro Verde, no distrito de Beja.

Segundo fonte da GNR, as duas vítimas mortais do despiste são um rapaz de 12 anos e uma mulher de 79.

Os três feridos, considerados ligeiros e que foram transportados para as urgências do hospital de Beja, são duas mulheres de 20 e 50 anos (condutora) e um homem de 80, referiu a fonte.

Lusa

  • Acidente em Castro Verde faz dois mortos

    País

    Duas pessoas morreram e três ficaram feridas no despiste ocorrido esta quinta-feira à tarde na autoestrada do Sul (A2), na zona de Castro Verde, Beja, que obrigou ao corte do trânsito em ambos os sentidos, segundo os bombeiros.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.