sicnot

Perfil

País

Cerca de 90 carros ardidos no Andanças continuam por reclamar

Cerca de 90 veículos ardidos no estacionamento do festival Andanças, em Castelo de Vide, Portalegre, continuam por reclamar pelos proprietários, mais de uma semana após o incêndio, disse à agência Lusa fonte da GNR.

O oficial de relações públicas do Comando Territorial de Portalegre da Guarda, tenente-coronel José Moisés, adiantou que as viaturas estão identificadas e há o registo de quem são os proprietários, que, no entanto, ainda não as reclamaram.

O número total de veículos destruídos totalmente ou parcialmente no incêndio, ocorrido no dia 03 deste mês, foi de 458, referiu o responsável da GNR, indicando que, quanto às causas, continuam em curso as investigações a cargo da Polícia Judiciária (PJ), embora "não existam indícios de crime".

A GNR, segundo o mesmo oficial, já procedeu à "entrega" do parque de estacionamento e das 89 viaturas por reclamar à organização do evento.

"Nós entregámos um número significativo de viaturas (89) e do parque de estacionamento à organização do festival, que, como tem interesse em libertar o espaço, vai contactar os proprietários", frisou.

"O processo está a fluir normalmente, embora seja importante perceber que ainda estão no estacionamento cerca de 400 viaturas, que aguardam remoção", salientou.

Contactada pela Lusa, Catarina Serrazina, da organização do "Andanças", escusou-se a avançar pormenores do processo com a seguradora do festival, declarando apenas que a situação é "muito excecional".

"Ainda não temos informações, continuamos à espera", disse.

A 21.ª edição do "Andanças" - Festival Internacional de Música e Danças Populares, que terminou no domingo, decorreu ao longo de sete dias numa área de 28 hectares nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide, distrito de Portalegre.

O festival é anualmente promovido pela Pédexumbo - Associação para a Promoção da Música e Dança.

Lusa