sicnot

Perfil

País

Governo madeirense afirma que turismo está "a regressar à normalidade"

​As atividades turísticas na Madeira estão a regressar à normalidade, após os incêndios que atingiram a ilha nos últimos dias, com a reabertura de atrações turísticas no Funchal e dos caminhos pedestres recomendados, informou o Governo Regional.

Numa nota, a Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura da Região Autónoma da Madeira informou que "todos os turistas regressaram às unidades" hoteleiras de que tinham sido retirados "ou foram instalados em novas unidades, estando a situação totalmente regularizada".

Na nota, o Governo Regional acrescentou também que todos os passeios pedestres oficialmente recomendados estão operacionais, apesar de poderem "existir alguns condicionamentos de trânsito devido às operações de rescaldo em algumas zonas".

Na sexta-feira à tarde reabrirá o Jardim Botânico e o Teleférico do Monte reabrirá na sexta-feira ao meio-dia, enquanto o Teleférico do Funchal está operacional, destacou.

"Todas as restantes atividades, quer em terra quer no mar, bem como as atrações turísticas do Funchal, encontram-se disponíveis aos turistas, sem restrições, sendo que a larga maioria nem chegou a ser afetada", de acordo com a Secretaria Regional, que realçou que este "regresso à normalidade" foi constatado no terreno pelo secretário regional da Economia, Turismo e Cultura e pela diretora regional do Turismo.

O Governo Regional disponibilizou uma linha de informação permanente através do número 351 211140200.

Os incêndios que afetaram esta semana o Funchal provocaram três mortos e centenas de residentes e turistas tiveram de ser retirados de casas e hotéis.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.