sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para suspeito de matar uma mulher em Arcos de Valdevez

O homem detido pela Polícia Judiciária de Braga por estar "fortemente indiciado" pelo homicídio de uma mulher de 66 anos, em Arcos de Valdevez, a 14 de julho, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, informou fonte policial.

Segundo a PJ, o detido é um trabalhador rural de 44 anos, que terá cometido o crime por se sentir credor de alguns serviços agrícolas prestados à vítima.

Em comunicado, a PJ refere que, no dia dos factos, o suspeito se "introduziu ilegitimamente" na habitação da vítima, após arrombamento de uma janela.

No interior da habitação, apoderou-se de uma arma caçadeira que ali se encontrava e "terá disparado" em direção à vítima, "provocando-lhe logo a morte".

"Após o cometimento do crime, abandonou a casa, levando consigo a espingarda caçadeira, que veio a ser agora apreendida",

O detido, que está indiciado pelos crimes de homicídio qualificado e furto qualificado, foi levado esta quinta-feira ao juiz de instrução criminal no Tribunal de Ponte da Barca, que lhe aplicou a medida de coação de prisão preventiva.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.