sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado diz que falta de resposta europeia se deve a "problemas" de outros países

© Jean Amet / Reuters

O secretário de Estado da Administração Interna explicou hoje, no parlamento, que a falta de resposta europeia ao pedido de ajuda português para combater os incêndios se deveu a "problemas" de alguns países na disponibilidade de meios aéreos.

"De facto, os outros países têm também os seus problemas, e não têm disponibilidade, claro está que um esforço qualquer país pode fazer. Nós quando fomos solicitados pela Madeira para dar uma ajuda fizemo-lo com todo o gosto e estávamos num momento de grande desespero e essa solidariedade existiu e continuará a existir sempre que seja necessário", afirmou Jorge Gomes.

O governante falava após uma reunião na Assembleia da República, numa comissão 'ad-hoc' com todos os grupos parlamentares para uma audição do membro do Governo que tutela a Proteção Civil.

"A Europa, enfim, não foi assim tão pronta para nós, mas isso também não deixou de nos motivar na mesma. Tivemos a Espanha, com o acordo bilateral, tivemos Marrocos que reagiu de imediato também, mandando dois aviões pesados, temos a Rússia que também está disponível para enviar, mas estamos a avaliar se valerá ou não a pena virem esses meios aéreos russos", acrescentou o secretário de Estado.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, admitiu hoje de manhã, em Arouca, que "estava à espera de uma maior solidariedade dos parceiros europeus", sublinhando que Marrocos, apesar de não pertencer à União Europeia, respondeu prontamente ao pedido de auxílio.

A governante explicou que hoje já se encontram a operar em Portugal dois aviões Canadair marroquinos, após falar na quarta-feira com o Governo de Marrocos, em Carnaxide (Oeiras), que se juntaram aos dois Canadair espanhóis a operar no distrito de Viana do Castelo.

Os deputados deslocaram-se de seguida para o centro operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, para se informarem "em tempo real" da situação em todo o país dos incêndios florestais.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.