sicnot

Perfil

País

Dominados incêndios em Anadia e Arouca

ESTELA SILVA

Os incêndios em Anadia e Arouca, dois dos maiores que lavram no distrito de Aveiro, estão dominados, segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) na Internet.

O fogo que começou às 14:35 de segunda-feira nas freguesias de Janarde e Covelo de Paivó, em Arouca, destruiu uma casa, três viaturas e uma parte dos passadiços do Paiva, uma estrutura que atrai milhares de visitantes e que já tinha sido atingida pelas chamas há cerca de um ano.

No local, segundo a página da ANPC na Internet, atualizada às 20:30, permanecem 391 operacionais, apoiados por 132 viaturas e cinco meios aéreos.

Foi também dominado, segundo a página na internet da ANPC, o fogo que lavrava há quase dois dias no concelho de Anadia.

Este incêndio que começou às 02:27 de quarta-feira, na freguesia de Vila Nova de Monssaros, entrou no concelho vizinho da Mealhada e chegou a ameaçar a Mata do Buçaco.

Apesar de o incêndio estar dominado, permanecem no local quase 300 operacionais, apoiados por 92 viaturas e quatro meios aéreos.

Além de Anadia e Arouca, o distrito de Aveiro tem mais dois incêndios que fazem parte da lista de "ocorrências importantes" destacadas pela ANPC (com mais de três horas e mais de 15 meios de socorro).

O incêndio no concelho de Águeda, no distrito de Aveiro, que está a lavrar há quatro dias, é o que mobiliza mais meios - 393 operacionais, 120 viaturas e cinco meios aéreos.

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Águeda, Gil Nadais, disse que as chamas já passaram para o concelho vizinho de Sever do Vouga e vincou que a situação está "muito complicada".

"O fogo saiu do concelho e já entrou em Sever do Vouga, nas zonas de Talhadas e Doninhas. Os homens que estavam aqui em Águeda já foram para Doninhas proteger a população. Temos muitos quilómetros de frente", disse o autarca.

Ainda no distrito de Aveiro, em Albergaria-a-Velha, 136 homens e 44 meios terrestres combatiam um outro fogo rural que se reativou na localidade de Foz.

Já hoje, o Ministério da Administração Interna informou que o Governo alugou um avião pesado Canadair durante três dias - sexta-feira, sábado e domingo - para ajudar no combate aos incêndios que lavram no distrito de Aveiro.

A caminho do distrito de Aveiro estão ainda 11 pelotões do exército, com 232 homens, para fazer vigilância e ações de consolidação e rescaldo.

Lusa

  • Chamas perto da povoação de Vale da Mó
    2:24

    País

    O incêndio em Anadia parecia estar controlado de manhã. Contudo, mais de 300 bombeiros e dois aviões continuam a combater as chamas em Anadia, num esforço sobre-humano. As chamas estão perto da povoação de Vale da Mó. A população tenta ajudar os bombeiros, que não conseguiram impedir a destruição de algumas casas na zona.

  • Mata do Buçaco chegou a estar em risco mas fogo passou ao lado
    4:25

    País

    A Mealhada vive hoje um dia mais tranquilo, mas nos últimos dias arderam no concelho mais de mais de 3 mil hectares de floresta. Há muitos anos que não se via um incêndio assim. A mata do Buçaco chegou a estar em risco. As chamas não chegaram lá, mas andaram à volta também com os fogos de Anadia e Mortágua.

  • Vento forte propaga o fogo em Anadia
    2:05

    País

    Há seis dias que os incêndios ameaçam populações e destroem floresta no distrito de Aveiro. Os concelhos de Anadia, Águeda e Arouca são os mais atingidos. Nas últimas horas, os bombeiros conseguiram evitar que o fogo atingisse a aldeia de Vale da Mó, em Anadia.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.