sicnot

Perfil

País

Mais 31 mortes devido ao calor nos primeiros 10 dias de agosto face a 2015

A Direção-Geral da Saúde tem emitido vários avisos à população com vista à proteção dos cidadãos mais vulneráveis - idosos, crianças e doentes com problemas crónicos - no sentido de se protegerem, face ao aumento das temperaturas.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

O extremo calor que se sentiu no país nos primeiros 10 dias de agosto terá sido responsável pela morte de mais 31 pessoas, face ao período homólogo, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde.

Em declarações à Lusa, a sub-diretora geral da Saúde Graça Freitas explicou que nos primeiros 10 dias de agosto se registaram mais 186 óbitos, por todas as causas, em relação ao período homólogo dos dois anos anteriores.

Desses, estima-se que 31 mortes se devam ao calor.

"Considerando a tendência e variabilidade observadas na mortalidade ao longo de 2016, estima-se que, esta diferença represente, efetivamente, mais 31 óbitos, distribuídos pelos 10 dias decorridos de agosto", refere a DGS.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.