sicnot

Perfil

País

"Militares deviam estar já envolvidos no rescaldo"

"Militares deviam estar já envolvidos no rescaldo"

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais critica a aparente falta de estratégia no combate aos fogos e chama a atenção para o cansaço. Alguns homens estão há "dezenas de horas" numa verdadeira guerra contra as chamas.

Em entrevista à SIC Notícias, Fernando Curto disse que os "militares deviam estar já envolvidos no rescaldo" dos incêndios, poupando o trabalho dos bombeiros para a linha da frente.

Numa situação normal, um bombeiro não deveria estar mais de cinco horas em ação, mas neste momento há quem esteja "algumas dezenas de horas" sem descansar, segundo o presidente da associação.

Fernando Curto afirmou que já vários bombeiros aposentados se ofereceram para participar no combate aos incêndios.

Quanto ao pedido de ajuda que Portugal fez, Fernando Curto considera que "a Europa podia e devia ter respondido melhor".

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08