sicnot

Perfil

País

PJ deteve suspeio de atear fogos florestais na zona de Oliveria do Bairro

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta sexta-feira a detenção de um homem que terá ateado vários incêndios florestais na segunda quinzena de julho e nos primeiros dias de agosto, na localidade de Bustos, concelho de Oliveira do Bairro.

De acordo com um comunicado da PJ, a detenção foi efetuada na sequência do cumprimento de mandados de detenção e busca emitidos pelas autoridades judiciárias.

"Os focos de incêndio em causa têm ocorrido em zonas de pinhal e eucaliptal, tendo consumido já uma vasta área, pondo ainda em perigo as habitações existentes junto da mancha florestal", refere a PJ.

Durante a busca à residência do suspeito, em Vagos, foram apreendidos cerca de 30 metros de rastilho ou cordão lento, que pode ser utilizado para a fabricação de engenhos incendiários como meio de ignição ao retardador.

"Aquele material só serve para usar com explosivos ou para fazer um tipo de engenho incendiário, em que deixam aquilo a arder perto de uma garrafa com gasolina, por exemplo, e dá tempo para a pessoa fugir antes daquilo começar a arder tudo", explicou Rui Nunes, coordenador da PJ de Aveiro.

O detido, calceteiro de profissão, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

No corrente ano a PJ já identificou e deteve 30 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.