sicnot

Perfil

País

PJ deteve suspeio de atear fogos florestais na zona de Oliveria do Bairro

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta sexta-feira a detenção de um homem que terá ateado vários incêndios florestais na segunda quinzena de julho e nos primeiros dias de agosto, na localidade de Bustos, concelho de Oliveira do Bairro.

De acordo com um comunicado da PJ, a detenção foi efetuada na sequência do cumprimento de mandados de detenção e busca emitidos pelas autoridades judiciárias.

"Os focos de incêndio em causa têm ocorrido em zonas de pinhal e eucaliptal, tendo consumido já uma vasta área, pondo ainda em perigo as habitações existentes junto da mancha florestal", refere a PJ.

Durante a busca à residência do suspeito, em Vagos, foram apreendidos cerca de 30 metros de rastilho ou cordão lento, que pode ser utilizado para a fabricação de engenhos incendiários como meio de ignição ao retardador.

"Aquele material só serve para usar com explosivos ou para fazer um tipo de engenho incendiário, em que deixam aquilo a arder perto de uma garrafa com gasolina, por exemplo, e dá tempo para a pessoa fugir antes daquilo começar a arder tudo", explicou Rui Nunes, coordenador da PJ de Aveiro.

O detido, calceteiro de profissão, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

No corrente ano a PJ já identificou e deteve 30 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.