sicnot

Perfil

País

Dominado incêndio em Viana do Castelo

LUSA

O incêndio em Viana do Castelo, que deflagrou na sexta-feira à noite, está dominado, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), que refere ainda existirem no local 65 bombeiros e elementos da GNR.

Contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, Carlos Lima, confirmou que o incêndio na sua região já está dominado, sublinhando que "após a intervenção do meio aéreo as chamas estão dominadas".

Na página da ANPC, às 14:45, existiam apenas duas ocorrências importantes no país: este incêndio em Ponte de Lima e outro em Arouca, no distrito de Aveiro, que ainda está ativo.

O incêndio de Arouca, que deflagrou na segunda-feira, está a ser combatido por 510 homens, na sua maioria bombeiros.

Lusa

  • Ministro considera inevitável que força aérea venha a ter capacidade para combater fogos
    1:45

    País

    O ministro da Defesa, Azeredo Lopes, considera inevitável que a força aérea venha a ter capacidade para combater fogos florestais. Esta manhã, em Castelo de Paiva, a ministra da Administração Interna respondeu que as forças armadas têm já um papel de apoio à proteção civil e não têm qualquer tipo de capacidade para combater as chamas. Declarações proferidas durante uma visita em que fez um balanço ao combate aos fogos da última semana.

  • Bombeiros continuam em Ponte de Lima para os trabalhos de rescaldo
    0:20

    País

    O incêndio de Ponte de Lima, em Viana do Castelo, já foi extinto. No terreno permanecem seis dezenas de bombeiros para os trabalhos de rescaldo. O fogo foi dado como extinto por volta das 14h30. A situação progrediu favoravelmente depois da chegada de um helicóptero. Os bombeiros consideraram que o número de efetivos não é suficiente tendo em conta o número de ocorrências no concelho.

  • "Forças armadas não têm qualquer tipo de capacidade para combater fogos"
    1:03

    País

    O ministro da Defesa, Azeredo Lopes, diz que a força aérea vai ter meios de combate aos fogos e que é inevitável comprar aviões e helicópteros. Esta manhã, a ministra da Administração Interna já veio dizer o contrário. Para Constança Urbano de Sousa as forças armadas não têm qualquer tipo de capacidade para o combate aos incêndios.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16