sicnot

Perfil

País

Bombeiros da Madeira permanecem no rescaldo do fogo na Calheta

LUSA

Vinte e cinco bombeiros de quatro corporações da Madeira permancem hoje na zona da Fonte do Bispo, no concelho da Calheta, na situação de rescaldo e vigilância do incêndio que deflagrou naquela localidade da Madeira, na passada terça-feira.

Segundo a informação de hoje do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (SRPC), nesta ocorrência, na zona oeste da ilha, estão meios das corporações da Calheta, São Vicente e Porto Moniz, Ribeira Brava e Voluntários Madeirenses, apoiados por nove viaturas.

O documento da Proteção Civil refere a situação meteorológica da ilha da Madeira prevista para hoje, tendo as costas norte e sul da ilha sido colocadas pelo Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) sob 'aviso amarelo' devido aos ventos.

O SRPC refere que hoje o céu estará geralmente muito nublado, apresentando-se pouco nublado nas vertentes sul da ilha da Madeira.

Quanto ao vento, as previsões apontam que será moderado (20 a 35 quilómetros/hora) do quadrante norte, soprando até meio da manhã, por vezes forte (35 a 45 quilómetros) nas zonas montanhosas e nos extremos oeste e leste da ilha da Madeira, com rajadas até 60 quilómetros.

Também indica que é expectável uma "pequena descida da temperatura máxima", que será 25/20 graus, enquanto que na ilha do Porto Santo os termómetros deverão registar 24/21 graus.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.