sicnot

Perfil

País

Casamento de bombeiro na Madeira com fogo-de-artifício apesar da proibição

© Fredy Builes / Reuters

Na Madeira, três dias depois do incêndio que devastou a ilha foi desrespeitada a proibição de lançar fogo-de-artifício. De acordo com o jornal i o lançamento aconteceu durante uma festa privada, no estreito de Câmara de Lobos, onde se festejava o casamento de um bombeiro.

O jornal diz ainda que o fogo-de-artifício terá sido uma surpresa para os noivos e que na festa estavam presentes vários elementos dos bombeiros e também da PSP.
A emissão de licenças para qualquer espetáculo pirotécnico esteve cancelada até esta segunda feira dia 15 por recomendação do serviço regional de proteção civil.

  • Pastores da Calheta fazem contas aos estragos
    2:45

    País

    Os estragos provocados pelo incêndio da última semana na Calheta, Madeira, já começaram a ser calculados. Há muitos agricultores que perderam palheiros e produções e há também pastores que temem não ter alimentação para os animais

  • Presidente da Câmara do Funchal desmente Miguel Albuquerque
    3:14

    País

    Está aberta a polémica na Madeira. Numa entrevista à SIC, o presidente da Câmara do Funchal diz que na passada terça-feira o incêndio nunca chegou a acalmar. A afirmação de Paulo Cafôfo desmente as garantias deixadas nesse dia pelo presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15