sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para jovem do Boom Festival que expeliu 45 "bolotas" de haxixe

O Tribunal de Idanha-a-Nova decretou esta terça-feira prisão preventiva ao jovem de 23 anos participante no Boom Festival que estava detido na GNR depois de ter expelido 45 "bolotas" de haxixe.

"O tribunal de Idanha-a-Nova decretou a prisão preventiva ao jovem, que deve agora ser conduzido para o estabelecimento prisional de Castelo Branco", disse à agência Lusa o tenente-coronel Fernando Miranda, da GNR.

Internado até segunda-feira no Hospital Amato Lusitano de Castelo Branco, onde expeliu as 45 "bolotas" de haxixe, o jovem, natural de Lisboa, ficou depois detido nas instalações da GNR de Castelo Branco e foi presente esta terça-feira ao tribunal de Idanha-a-Nova.

No domingo, duas pessoas que estavam no Boom Festival, em Idanha-a-Nova, entraram em paragem cardiorrespiratória e acabaram por morrer durante o transporte para o Hospital de Castelo Branco, desconhecendo-se até ao momento, as causas que estiveram na origem das duas mortes.

Os dois corpos estão no Gabinete Médico Legal de Castelo Branco para serem autopsiados.

Lusa

  • Governo admite subir preço da água para promover a poupança
    3:48

    Economia

    O Governo admite aumentar o preço da água para promover a poupança, numa altura em que o país está em seca extrema. Contudo, a eficácia da medida está comprometida pelo menos no imediato. Qualquer mexida no preço só poderá acontecer em 2019 porque as tarifas do próximo ano já estão decididas.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Cobra encontrada em comboio na Indonésia
    0:26

    Mundo

    Um passageiro usou as próprias mãos para retirar uma cobra que estava dentro de um comboio em Jacarta, na Indonésia. O vídeo foi gravado por um passageiro na passada terça-feira, 21 de novembro. A cobra estava na parte de cima da carruagem. Algumas testemunhas dizem que o réptil escapou da bagagem de um dos passageiros.

  • Pense bem antes de beijar um colega

    Mundo

    O tribunal da província espanhola de Huesca aceitou o pedido de indemnização de uma mulher que foi vítima de assédio sexual por parte de um colega de trabalho. A mulher terá pedido boleia ao colega que, dentro do carro, lhe passou a mão pelas pernas, mas não ficou por aí.

    SIC