sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para jovem do Boom Festival que expeliu 45 "bolotas" de haxixe

O Tribunal de Idanha-a-Nova decretou esta terça-feira prisão preventiva ao jovem de 23 anos participante no Boom Festival que estava detido na GNR depois de ter expelido 45 "bolotas" de haxixe.

"O tribunal de Idanha-a-Nova decretou a prisão preventiva ao jovem, que deve agora ser conduzido para o estabelecimento prisional de Castelo Branco", disse à agência Lusa o tenente-coronel Fernando Miranda, da GNR.

Internado até segunda-feira no Hospital Amato Lusitano de Castelo Branco, onde expeliu as 45 "bolotas" de haxixe, o jovem, natural de Lisboa, ficou depois detido nas instalações da GNR de Castelo Branco e foi presente esta terça-feira ao tribunal de Idanha-a-Nova.

No domingo, duas pessoas que estavam no Boom Festival, em Idanha-a-Nova, entraram em paragem cardiorrespiratória e acabaram por morrer durante o transporte para o Hospital de Castelo Branco, desconhecendo-se até ao momento, as causas que estiveram na origem das duas mortes.

Os dois corpos estão no Gabinete Médico Legal de Castelo Branco para serem autopsiados.

Lusa

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.