sicnot

Perfil

País

PSP deteve 415 condutores com excesso de álcool na Operação Verão Seguro

A PSP deteve 415 pessoas por condução com excesso de álcool, 26 por posse de arma ilegal e 176 por táfico de droga, durante a operação Verão Seguro 2016, iniciada a 15 de junho, divulgou esta quarta-feira a polícia.

A PSP realizou ainda 130 detenções por mandado, três por situação irregular em território nacional, 161 por falta de habilitação legal para conduzir, 44 por desobediência, 32 por agressão a elemento policial, quatro por injúrias, 64 por furto e 20 por roubo.

No âmbito da segurança privada, a ação da PSP abrangeu, entre outros, 184 estabelecimentos de dança e nove recintos desportivos, tendo, ao nível rodoviário, sido efetuadas 1551 operações.

No âmbito da segurança rodoviária, 82.517 viaturas foram fiscalizadas, tendo sido detetadas 588 faltas de cinto de segurança, 720 usos indevidos de telemóvel durante e condução e 115 casos de falta de sistemas de retenção/"cadeirinha" para crianças.

A PSP contabilizou ainda a apreensão de 21 armas de fogo e 39 armas brancas, 30.000 quilos de explosivos, cerca de 100.000 doses de produto estupefaciente, incluindo 59.116 doses de ecstasy, 17.050 de heroína e 12.789 de cocaína.

A Operação Verão Seguro, que prossegue até 15 de setembro, conta com a participação de todos os Comandos (Regionais, Distritais e Metropolitanos) da PSP, tendo já envolvido 12 mil pessoas e três mil viaturas, "na prossecução da visibilidade, prevenção e diminuição dos índices de criminalidade e de sinistralidade rodoviária em todo o país".

Lusa

  • PSP de Oeiras detém um suspeito por tráfico de droga

    País

    Seis pessoas foram ouvidas esta segunda-feira na PSP de Oeiras por suspeitas de tráfico de droga e de outros comportamentos desviantes. Um dos seis suspeitos ficou detido e será presente a tribunal. A operação da PSP teve lugar esta tarde na Portela, em Carnaxide, uma zona urbana identificada pela polícia como um ponto crítico.

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.