sicnot

Perfil

País

Tribunal impõe prisão preventiva a presumível incendiário na Madeira

© Duarte Sa / Reuters

O Tribunal da Comarca da Madeira determinou hoje a prisão preventiva para um homem suspeito do crime de incêndio florestal na Camacha, concelho de Santa Cruz, informou o juiz presidente.


Paulo Barreto explicou aos jornalistas que o homem, de 50 anos, natural da Madeira, foi interrogado entre as 11:50 e as 13:10, após o que aguardará julgamento em prisão preventiva.

O juiz presidente da Comarca da Madeira disse, por outro lado, que a medida de coação imposta se fundamenta no "perigo de fuga" e na possibilidade de "continuação da atividade criminal", tendo em conta que é reincidente neste tipo de crime.

O suspeito foi detido pela Polícia de Segurança Pública de Santa Cruz, concelho da zona leste, na noite de 15 para 16 de agosto, por supostamente ter ateado fogo numa área florestal perto da casa onde reside, no sítio da Vale Paraíso, freguesia da Camacha.

Este é o segundo suspeito a quem o tribunal impôs a prisão preventiva na sequência dos incêndios que fustigaram a Madeira na semana passada e provocaram três mortos, um ferido grave e a destruição de mais de duas centenas de casas, particularmente no concelho do Funchal.

O primeiro suspeito tem 23 anos, é natural da Madeira e terá ateado o incêndio que deflagrou no dia 08 de agosto na freguesia de São Roque, no Funchal.

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC