sicnot

Perfil

País

Viana perde 30% de floresta e quer limite para reflorestação

​O presidente da Câmara de Viana do Castelo apelou ao Ministério da Agricultura para "impor limites à reflorestação de eucaliptos" depois de ter perdido 30% da área florestal do concelho nos incêndios da última semana.

Em comunicado, o autarca socialista José Maria Costa explicou que os fogos que fustigaram o concelho na semana passada consumiram "cerca de seis mil hectares de floresta" e que "perante situações excecionais, riscos excecionais, os incêndios excecionais, é urgente que haja medidas de exceção".

"É preciso que, de uma vez por todas, se aposte em espécies autóctones, mais resilientes ao fogo e com menos riscos para a população, para os bombeiros e para o ambiente", sustentou na nota hoje enviada.

No documento, o município explicou que o Plano Diretor Municipal (PDM) de Viana do Castelo "tem, no seu regulamento, regras orientadoras sobre o tipo de espécies arbóreas a utilizar em espaço florestal mas que não têm força impositiva", apelando ao Ministério da Agricultura para que lhes dê "força vinculativa".

A autarquia quer ainda que no "Programa de Reflorestação apresentado recentemente pelo Governo, a plantação de eucaliptos seja interditada".

A posição da Câmara da capital do Alto Minho surge na sequência de uma reunião do Gabinete Técnico Florestal para balanço dos prejuízos causados pelos incêndios.

"A velocidade de propagação dos incêndios dificultou o combate pelo facto da floresta predominante ser de eucaliptos, uma espécie altamente inflamável e cuja folhagem emite projeções a grandes distâncias e com muita intensidade, o que dificultou a defesa de pessoas e bens e permitiu o alastramento do incêndio a grandes áreas florestais", sustentou o município.

A orografia do concelho, "muito acidentada, com zonas clivosas a ultrapassar em muitos casos os 30%, associado a linhas de água" é outro dos argumentos apontados pela Câmara para sustentar o pedido feito ao Ministério da Agricultura para impor limites à "produção ou plantação de eucaliptos".

Lusa

  • Dominado incêndio em Viana do Castelo

    País

    O incêndio em Viana do Castelo, que deflagrou na sexta-feira à noite, está dominado, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), que refere ainda existirem no local 65 bombeiros e elementos da GNR.

  • Mais de 100 mil hectares ardidos em 10 dias
    1:48

    País

    As temperaturas baixaram e desceram os riscos de incêndio. A Proteção Civil já reduziu o nível de perigo de laranja para amarelo mas o balanço de 10 dias de incêndios é devastador. Desde dia 6 de agosto terão ardido mais de 100 mil hectares, o equivalente a oito concelhos da área metropolitana de Lisboa.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15