sicnot

Perfil

País

Viana perde 30% de floresta e quer limite para reflorestação

​O presidente da Câmara de Viana do Castelo apelou ao Ministério da Agricultura para "impor limites à reflorestação de eucaliptos" depois de ter perdido 30% da área florestal do concelho nos incêndios da última semana.

Em comunicado, o autarca socialista José Maria Costa explicou que os fogos que fustigaram o concelho na semana passada consumiram "cerca de seis mil hectares de floresta" e que "perante situações excecionais, riscos excecionais, os incêndios excecionais, é urgente que haja medidas de exceção".

"É preciso que, de uma vez por todas, se aposte em espécies autóctones, mais resilientes ao fogo e com menos riscos para a população, para os bombeiros e para o ambiente", sustentou na nota hoje enviada.

No documento, o município explicou que o Plano Diretor Municipal (PDM) de Viana do Castelo "tem, no seu regulamento, regras orientadoras sobre o tipo de espécies arbóreas a utilizar em espaço florestal mas que não têm força impositiva", apelando ao Ministério da Agricultura para que lhes dê "força vinculativa".

A autarquia quer ainda que no "Programa de Reflorestação apresentado recentemente pelo Governo, a plantação de eucaliptos seja interditada".

A posição da Câmara da capital do Alto Minho surge na sequência de uma reunião do Gabinete Técnico Florestal para balanço dos prejuízos causados pelos incêndios.

"A velocidade de propagação dos incêndios dificultou o combate pelo facto da floresta predominante ser de eucaliptos, uma espécie altamente inflamável e cuja folhagem emite projeções a grandes distâncias e com muita intensidade, o que dificultou a defesa de pessoas e bens e permitiu o alastramento do incêndio a grandes áreas florestais", sustentou o município.

A orografia do concelho, "muito acidentada, com zonas clivosas a ultrapassar em muitos casos os 30%, associado a linhas de água" é outro dos argumentos apontados pela Câmara para sustentar o pedido feito ao Ministério da Agricultura para impor limites à "produção ou plantação de eucaliptos".

Lusa

  • Dominado incêndio em Viana do Castelo

    País

    O incêndio em Viana do Castelo, que deflagrou na sexta-feira à noite, está dominado, segundo a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), que refere ainda existirem no local 65 bombeiros e elementos da GNR.

  • Mais de 100 mil hectares ardidos em 10 dias
    1:48

    País

    As temperaturas baixaram e desceram os riscos de incêndio. A Proteção Civil já reduziu o nível de perigo de laranja para amarelo mas o balanço de 10 dias de incêndios é devastador. Desde dia 6 de agosto terão ardido mais de 100 mil hectares, o equivalente a oito concelhos da área metropolitana de Lisboa.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano