sicnot

Perfil

País

Marcelo vai participar em jantar solidário no Funchal para ajudar vítimas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, será o convidado especial do "Encontro Social e Solidário" marcado para 29 de agosto na Quinta Magnólia, na Madeira, e cujas verbas reverterão para apoiar as pessoas afetadas pelos incêndios.

A presença do chefe de Estado no evento, no âmbito da visita que efetua à Madeira, foi hoje divulgada numa conferência de imprensa realizada naquele espaço do Funchal.

Ricardo Silva, representante da associação Garouta do Calhau, de Nini Andrade, uma das instituições organizadoras, adiantou que são esperadas "cerca de três mil pessoas".

Com o objetivo de homenagear os bombeiros, a polícia, o exército e todos os madeirenses, o encontro, que inclui um jantar, é promovido também pela associação Casa do Voluntário, pela delegação regional da Cruz Vermelha e pelo Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

O porta-voz da Garouta do Calhau mencionou que muitos grupos e artistas já manifestaram vontade de participar nesta festa solidária, que tem a presença confirmada de elementos de 64 instituições sociais.

Ricardo Silva explicou que o encontro, que habitualmente reúne os representantes de várias instituições de caráter social do arquipélago, mas sem incluir um jantar solidário, ganhou outra dimensão com os incêndios que fustigaram a ilha da Madeira na semana passada.

"Quanto à alimentação, esta será oferecida por diversos restaurantes de grandes grupos hoteleiros da região", revelou, apontando que o custo é de 10 euros, "para que ninguém fique de fora".

Vários incêndios que deflagraram no Funchal a 08 de agosto provocaram três mortos e cerca de mil desalojados e deslocados.

Aproximadamente três centenas de imóveis públicos e privados ficaram danificados.

Os danos materiais ainda não estão totalmente contabilizados, mas só no concelho do Funchal, o mais afetado pelo fogo, estão estimados em 61 milhões de euros.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.