sicnot

Perfil

País

PJ detém suspeito de fogo florestal em Vila Pouca de Aguiar

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de um suspeito de atear fogo em Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real, elevando para 39 o número de detidos este ano pelo crime de incêndio florestal.

Através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, a PJ identificou e deteve um suspeito de ter ateado um incêndio em área florestal na localidade de Cabanes, em Vila Pouca de Aguiar.

O homem tem 26 anos e não tem ocupação laboral.

De acordo com a polícia, este fogo, que deflagrou no dia 11 de agosto, cerca das 02:30, "colocou em perigo área florestal e habitações, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros".

Os bombeiros já estavam nesta localidade nas operações de rescaldo de um outro fogo, que atingiu duas habitações, uma delas habitada, e um armazém de feno, quando foram alertados para o incêndio florestal, do qual o detido é suspeito.

Também esta quinta-feira, a Diretoria do Centro da PJ anunciou a detenção de um pedreiro desempregado, de 53 anos, pela presumível prática de dois crimes de incêndio florestal, que terão ocorrido no dia 10, no concelho de Tondela, distrito de Viseu.

Segundo a polícia, em comunicado, para atear "os incêndios o suspeito usou um isqueiro".

Os dois detidos vão ser presentes às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação de eventuais medidas de coação.

Desde o início do ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 39 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.