sicnot

Perfil

País

Quatro concelhos do continente apresentam risco máximo de incêndio

Quatro concelhos dos distritos de Castelo Branco e Faro apresentam hoje risco "máximo" de incêndio, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os concelhos de Vila de Rei, Sardoal e Mação (distrito de Castelo Branco) e Monchique (Faro) estão hoje em risco 'Máximo' de incêndio, de acordo a página do IPMA na internet.

O Instituto colocou também em risco 'Muito Elevado' de incêndio 49 concelhos dos distritos de Aveiro, Viseu, Coimbra, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Setúbal, Évora e Faro.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre 'Reduzido' e 'Máximo'.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje céu limpo com exceção da nebulosidade a norte do Cabo Mondego no final do dia e de uma pequena descida da temperatura mínima no norte e centro do continente.

Na Madeira esperam-se períodos com céu muito nublado e vento fraco.

No arquipélago dos Açores, o IPMA prevê céu com nuvens e períodos de chuva sobretudo nos grupos central e oriental.

Quanto às temperaturas, Faro e Évora vão atingir um máximo de 33 graus Celsius; 28 em Lisboa, 34 em Castelo Branco; 27 em Coimbra; 22 do Porto e 30 em Bragança.

No Funchal, Madeira, esperam-se 26 graus Celsius de temperatura máxima e 27 graus em Angra do Heroísmo, nos Açores.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52