sicnot

Perfil

País

Autoridades algarvias alertam para perigo dos agueiros nas praias da região

A Autoridade Marítima do Sul alertou esta sexta-feira os banhistas para o perigo dos agueiros, numa altura em que as praias algarvias estão cheias, sublinhando que 80% dos afogamentos no mundo são motivados por estas correntes de retorno.

"O mais importante é aperceber-se de que está num agueiro, não tentar lutar contra a corrente, manter a calma e pedir ajuda", explicou o chefe do departamento marítimo do Sul, Paulo Isabel, em conferência de imprensa, em Faro, acrescentando que, perante esta situação, o banhista deve divergir para os lados, nadando paralelamente à costa, ou deixar-se ir pela corrente.

A 10 de junho, um adolescente de 16 anos morreu afogado junto a um agueiro, perto do molhe pequeno de Vila Real de Santo António, na praia dos Três Pauzinhos, a única praia da área daquela capitania cuja concessão não tinha aberto logo no início da época balnear, a 01 de junho, não estando, por isso, vigiada.

"Se as pessoas se deixarem ir (pela corrente) não há perigo nenhum", esclareceu Paulo Isabel, avisando que as zonas junto aos molhes, onde normalmente há agueiros fixos, "não são zonas seguras para banhos" e é normalmente aí que se registam mais incidentes deste tipo, uma vez que em praias amplas "essas situações não acontecem".

Segundo Pedro Fernandes da Palma, comandante da capitania dos portos de Tavira e Vila Real de Santo António e especializado em Hidrografia, por desconhecimento os banhistas escolhem "erradamente" as zonas onde se formam agueiros para nadar no mar, uma vez que não há rebentação, transmitindo uma falsa sensação de segurança.

Segundo o responsável, a formação de agueiros é potenciada pela ondulação forte e é mais frequente junto a molhes, esporões e zonas rochosas.

Estas zonas podem ser identificadas por não haver rebentação, pela cor acastanhada da água (devido ao arrastamento de sedimentos) e por apresentarem pequenas irregularidades na superfície do mar.

"Mesmo um campeão olímpico de natação nunca conseguiria vencer um agueiro", observou Pedro Fernandes da Palma, salientando que um agueiro "facilmente atinge os dois metros por segundo" e que se pode prolongar entre 30 e 150 metros da costa.

O chefe do departamento marítimo do Sul indicou que os agueiros "não são mais do que rios interiores no mar", formados por desníveis, o que faz com que a água "tenha que sair de alguma forma, arrastando as pessoas", embora apenas à superfície.

A formação de agueiros é mais comum em situações de sueste, ou levante, caracterizado por ventos de Leste, que provocam maior ondulação e agitação marítima e empurram a água quente do Mediterrâneo para o oceano Atlântico.

Neste verão, o sueste tem sido muito frequente no Algarve, levando a vários casos de resgate de banhistas, embora, segundo Paulo Isabel, não tenham sido registados mais casos de incidentes devido a agueiros, comparativamente a outros anos.

Nesta época balnear, as autoridades levantaram nas praias algarvias seis autos por desrespeito às instruções dos nadadores salvadores, três na capitania dos portos de Tavira e Vila Real de Santo António, dois em Olhão e um em Portimão.

O incumprimento de sinais informativos, bandeiras, placas, boias, editais de praia ou instruções de nadadores salvadores é punível com coimas que podem ir dos 55 aos 550 euros.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • PJ apreende 745 quilos de cocaína escondida em ananases

    País

    A Polícia Judiciária apreendeu 745 quilos de cocaína com origem na América Latina.A droga estava escondida no interior de ananases transportados em contentores. Nove pessoas foram detidas numa investigação da Polícia Judiciária e do Cuerpo Nacional de Polícia de Espanha.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Quase 600 pedidos de nulidade de casamentos católicos em três anos
    1:38

    País

    Entre 2015 e 2017, 575 casais portugueses pediram a anulação do casamento católico. O ano passado o número de pedidos duplicou em relação a 2015. Desde esse ano, e por decisão do Papa Francisco, que os pedidos de nulidade do casamento pela Igreja são mais simples, mais baratos e mais rápidos.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31

    País

    Rui Rio diz que a decisão sobre o futuro da liderança da bancada parlamentar do PSD só será tomada depois de falar com Pedro Passos Coelho e com Hugo Soares. Em entrevista à RTP, a primeira depois de vencer as diretas, o Rui Rio lembrou esta terça-feira que Passos Coelho ainda é líder do partido.

  • Polícia australiana "detém" marsupial em fuga
    1:01
  • Deputado dorme no Parlamento britânico
    0:58

    Mundo

    O deputado britânico Desmond Swayne adormeceu no Parlamento, enquanto o colega de bancada, Kenneth Clarke falava sobre os direitos dos cidadãos da União Europeia, esta terça-feira. Clarke foi o único deputado conservador a votar contra a ativação do artigo 50 para a saída do Reino Unido da União Europeia. De acordo com a imprensa do Reino Unido, o colega Desmond Swayne, ex-ministro, parece não gostar muito das visões de Clarke e já foi visto muitas vezes com expressões de aborrecimento ou a revirar os olhos.