sicnot

Perfil

País

Governo vai criar tutor para acompanhar doentes e combater falsas urgências

Governo vai criar tutor para acompanhar doentes e combater falsas urgências

O número de falsas urgências continua a aumentar em todo o país. Em 2015, mais de dois milhões de doentes foram ao hospital, quando podiam ter sido atendidos nos centros de saúde.

Agora, o Ministério da Saúde quer criar a figura de "tutor" para os pacientes, ou seja, um gestor de caso que acompanhe os doentes para combater as falsas urgências.

  • "Ninguém vai às urgências fazer turismo"
    7:03

    País

    Quase metade das pulseiras atribuídas nas urgências dos hospitais em Lisboa são "pouco ou não urgentes". Só no primeiro semestre deste ano as idas às urgências aumentaram em mais 134 mil relativamente ao ano passado.

  • Falsas urgências em Lisboa aumentam
    1:42

    País

    Metade das urgências nos hospitais da grande Lisboa foram falsas e a explicação pode estar na falta de médicos de família. Só no primeiro semestre deste ano e segundo dados da Administração Ccentral de Sistemas de Saúde as idas às urgências aumentaram em mais 134 mil relativamente ao ano passado.

  • Falsas urgências nos hospitais de Lisboa

    País

    Metade das urgências que dão entrada nos hospitais da região de Lisboa são falsas. De acordo com o Diário de Notícias, quase 50% das pulseiras atribuídas aos utentes são consideradas não urgentes.

  • Novas regras nas urgências dos hospitais
    1:21

    País

    Os doentes encaminhados para os hospitais pelos centros de saúde ou pela linha de saúde 24 vão passar a ter prioridade no atendimento, dentro do mesmo grau de gravidade. Os hospitais poderão ser penalizados se não seguirem esta nova medida.

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19