sicnot

Perfil

País

GNR intensifica até domingo controlo de velocidade nas vias de maior risco

A GNR intensifica, de hoje até domingo, as ações de controlo de velocidade nas vias de maior risco em acidentes de viação, depois de, este ano, já terem sido detetados mais de 100 mil condutores em excesso de velocidade.

Segundo a GNR, a operação "Tispol Speed Operation" decorre em todo o país, com equipamentos de controlo de velocidade móveis e fixos, e incide sobre as vias onde o excesso de velocidade apresenta um risco acrescido de acidentes de viação, em particular nas vias situadas no interior das localidades.

Em 2016, foram controlados mais de cinco milhões de condutores, dos quais mais de 100 mil circulavam em excesso de velocidade, com o distrito de Aveiro a registar o maior número de infrações (13.722), seguido de Leiria (12.264) e Lisboa (11.459).

Porto (9.440) e Setúbal (8.283) foram outros distritos com um elevado número de condutores detetados em excesso de velocidade, tendo Portalegre (930) sido o distrito com menos infrações nesse capítulo.

A GNR lembra que o excesso de velocidade é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária, com mortos e feridos graves, em Portugal.

Lusa

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC